Meio Bit » Baú » Engenharia » Drones malignos soltando bomba na Síria. Malditos ianque… — ops, como?

Drones malignos soltando bomba na Síria. Malditos ianque… — ops, como?

Para desespero do pessoal que adora um maniqueísmo, todo mundo participa da corrida armamentista, e não tem pato bobo nessa brincadeira. Se o sujeito continua vivo é porque é bom. O pessoal do Hezbollah é ótimo no que faz e agora estão fazendo algo que só potências militares eram capazes: usar drones para atacar alvos em terra.

10/08/2016 às 14:00

predator-firing-missile4

Uma idéia divertida e errada do pessoal que adora ver o mundo em preto e branco é achar que as potências militares malvadonas mantém pra sempre suas vantagens tecnológicas. 100 mil anos atrás no Serengeti um macaco maconheiro de sandálias franciscanas e camiseta do Che escreveria na parede da caverna um textão dizendo como os donos dos tacapes de ossos eram os opressores e os outros macacos nunca teriam acesso a tal tecnologia.

Na prática chama-se corrida armamentista por um motivo: quem fica parado perde. Isso vem desde antes da invenção do arco composto. A ponta de flecha de pedra trazia vantagens em relação às lanças com ponta de madeira. Quando um macaco curioso mordeu uma ponta de flecha da perna de um companheiro morto pela tribo inimiga, enquanto jantava o falecido ele provavelmente examinou o artefato, e o copiou.

Hoje temos a mídia histérica transformando drones, que são basicamente aeromodelos glorificados (alguns bem grandes, eu admito, mas avião sem piloto pra mim é aeromodelo) em uma espécie de T-1000, monstros robóticos implacáveis.

No mundo real, onde as pessoas passam o dia procurando formas de matar seus inimigos ninguém aceita essa visão de “tecnologia inalcançável”. Vide o Hamas, que tem um programa de foguetes melhor que o nosso (pra desgosto de Israel) e todo um programa de drones. Sim, o Hamas tem drones.

240B372800000578-2873608-Palestinian_members_of_al_Qassam_Brigades_display_a_home_made_dr-a-234_1418577726868

Agora outro passo foi dado, dessa vez pelo Hezbollah. Eles estão atacando rebeldes em Aleppo, na Síria. Não sei se são rebeldes do bem ou rebeldes do mal mas como os rebeldes do bem postaram vídeo degolando um garoto de 12 anos que diziam ser espião do ISIS, quero mais que todos se explodam.

A novidade é que estão usando drones de forma ofensiva. Usando das McGyverizações típicas de guerra, eles prenderam bombas a um drone, sobrevoam o alvo e soltam. Simples e eficiente:


الاعلام الحربي المركزي • شاهد ... طائرات مسيرة للمقاومة تستهدف الإرهابيين في ريف حلب الجنوبي

A munição utilizada são cargas MZD-2 de origem Chinesa, um tipo de submunição banida por diversos tratados, mas sabe como é.

CpbtrvRWgAAgVfT

Há gente especulando que uma frota de drones improvisados como esse, com munições de fragmentação antipessoal e programados para seguir uma rota via GPS pode ser uma arma bem eficiente.

E pra fazer isso não é preciso ser uma superpotência malvadona, basta ter acesso ao Deal Extreme.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários