Meio Bit » Baú » Engenharia » O dia em que os EUA construíram um dispositivo de camuflagem Klingon

O dia em que os EUA construíram um dispositivo de camuflagem Klingon

Como você disfarça um avião invisível? Fácil, com um dispositivo de camuflagem Klingon. Foi o que a Força Aérea dos EUA fez, no começo dos Anos 80.

22/07/2016 às 10:31

Chang's_Bird-of-Prey

Eu sei que soa contraditório mas acredite: poucas coisas são mais difíceis de esconder do que um avião invisível. Mesmo antes da internet as notícias voam. Os EUA estimularam toda a mítica por trás da Área 51 para encher os arredores da Base Aérea de Nellis com ufeiros.

Isso justificou aumentar as patrulhas e os ufeiros desconfiariam se uma van da KGB parasse e começasse a espionar os aviões, com um monte de equipamentos. Os relatos constantes de UFOs também dificultavam que a KGB montasse uma tabela precisa de vôos na região.

Quando chegou a hora de fazer os testes de vôo do Lockheed F-117 Nighthawk, o caça stealth que nunca foi caça (um dia eu conto a zona que gerou essa nomenclatura) precisavam familiarizar os pilotos com a plataforma.

F-117_Top

Decidiram sediar o projeto na Área de Testes de Tonopah, nos cafundós de Nevada. Os pilotos escolhidos iriam usar como fachada o A-7 Corsair II, que alguém descobriu ser bem semelhante ao F-117 em termos de perfil de pilotagem, então eles se familiarizariam com o Corsair, e só então pegariam o F-117, que era caro, stealth, secreto a ponto de ter feito o primeiro vôo em 1981 mas só ter sido revelado ao público em 1988.

A-7_06

O Corsair por sua vez era um velhinho, já obsoleto, iria ser aposentado em 1991. Nunca foi muito querido, atendia pelo apelido SLUF — Short Little Ugly Fucker. O avião em si não era nada secreto, migrar um esquadrão pro meio do nada atrairia a atenção.

Tiveram então uma idéia: começaram a vazar a idéia de que estavam testando um equipamento revolucionário de guerra eletrônica. Assim mesmo, bem vago. Ninguém sabia o que o negócio fazia.

Os russos ficaram doidos tentando descobrir que diabos era aqui.

Os Corsairs voavam com um negócio muito estranho debaixo das asas.

Na verdade foi obra de dois sargentos que pegaram o corpo de uma bomba de Napalm, instalaram um sensor frontal de uma bomba guiada, com uma lâmpada vermelha difusa. Também colaram antenas pelo corpo da bomba e várias saídas de ar. Não esqueceram nem do adesivo TOP SECRET.

O nome que deram ao brinquedo? Klingon Cloaking Device.

tzaw3zg1eylptxb5xeg4

O mais divertido é que ao mesmo tempo que tem tudo a ver com o projeto que estava despistando, o Dispositivo de Camuflagem apontava os espiões russos para uma direção completamente diferente.

Fonte: Foxtrot Alpha.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários