Meio Bit » Baú » Games » Relembrando: Rock N' Roll Racing

Relembrando: Rock N' Roll Racing

01/06/2009 às 12:06

Fazer a seção Relembrando de hoje não foi uma tarefa fácil, sempre que falamos de um jogo que traz consigo uma legião infindável de fãs, é normal que esqueçamos de algum detalhe ou que o texto não fique a altura de sua grandeza. Bom, como tentar igualar a qualidade de Rock N' Roll Racing é algo praticamente impossível, tentarei ao menos fazer com que velhos apaixonados pelo game reviva os bons momentos passados lá pela metade da década de 90.

dori_rnrr_01.6.09

Obs.: Recomendo a leitura do post apenas depois de apertar o play no tocador que está logo abaixo 🙂

Criado por uma empresa chamada Silicon & Synapse (que posteriormente passou a ser conhecida como Blizzard), RnRR foi lançado em 1993, para Mega Drive e Super Nintendo. O jogo não possuía quase nada de inovador e para falar a verdade, sua ideia parecia até mesmo um pouco estranha. Colocar alguns competidores para disputar corridas em diversos planetas, com carros equipados com armas e tudo isso ao som do bom e velho Rock n’ Roll.

Uma das diferenças em relação aos outros jogos do gênero era a visão, aqui víamos as pistas na perspectiva isométrica, o que nos fazia ter que decorar as pistas pois não tínhamos muito tempo para nos preparar para algumas curvas. Mas a principal característica do jogo era mesmo sua trilha sonora. RnRR foi um dos primeiros jogos a possuir uma trilha licenciada e os processadores dos consoles não faziam feio ao reproduzir vários clássicos do Rock. Não seria exagero dizer que muitos moleques passaram a gostar de Rock graças as partidas embaladas por Paranoid, Highway Star ou Born to Be Wild e é simplesmente impossível separar o jogo de sua trilha brilhantemente selecionada.

Abaixo você confere as músicas que eram tocadas no jogo:

- "Born to Be Wild" de Steppenwolf
- "Bad to the Bone" deGeorge Thorogood
- "Paranoid" de Black Sabbath
- "The Peter Gunn Theme" de Henry Mancini
- "Highway Star" de Deep Purple
- "Radar Love" de Golden Earring (faixa exclusiva do Mega Drive)

Falar de Rock N' Roll Racing é também relembrar Loudmouth Larry, o folclórico narrador das corridas e que ia nos incentivando (ou sacaneando) conforme jogávamos. Ao contrário de alguns jogos da época, a qualidade do som era muito boa e podíamos identificar claramente várias frases ditas pelo sujeito (Let the carnage begin!). Na parte gráfica o jogo também cumpria seu papel, com carros bem detalhados e pistas sem muitas variações em seus visuais, porém, bem construídas.

Ao entrar nos campeonatos podíamos fazer upgrade entre as corridas e todas as pistas só ficavam disponíveis se jogássemos nos níveis mais altos de dificuldade, o que sem dúvida fazia com que nos tornássemos realmente bons no jogo. Havia ainda as armas, o que deixava as disputas completamente imprevisíveis, além de adicionar bastante estratégia.

RnRR é sem dúvida um dos melhores jogos da época dos 16-bits e porque não da Blizzard, além de ter marcado toda uma geração. Houve ainda uma sequência para o PSOne chamada Red Asphalt e desenvolvida pela Interplay, mas que nem de longe alcançou o sucesso do original.

relacionados


Comentários