Meio Bit » Baú » Games » Activision esteve perto de comprar a Rare

Activision esteve perto de comprar a Rare

Ex-executivo da Microsoft fala sobre quando a Activision esteve bem perto de comprar a Rare e deixa a pergunta no ar: o que teria acontecido com o estúdio caso isso tivesse acontecido?

28/06/2016 às 8:30

Banjo-Kazooie

Para algumas pessoas, uma das maiores tragédias da história dos videogames aconteceu em setembro de 2002, quando a Microsoft desembolsou US$ 375 milhões e anunciou que estava comprando a Rare. Para os fãs da desenvolvedora que tinha feito quase toda a sua história nos consoles da Nintendo, aquilo marcou o início do fim.

De lá para cá o estúdio perdeu quase todos os nomes que por tantos anos nos deram muitos jogos memoráveis e hoje a Rare não é nem uma sombra do que foi na década de 90. O que talvez você não saiba é que a situação poderia ter sido bem diferente, pois de acordo com Ed Fries, a desenvolvedora por pouco não passou a ser uma subsidiária de outra gigante, a Activision.

O que acontece é que naquela época diversas empresas estavam interessadas na Rare, o que acabou dando início a algo parecido com um leilão e quando parecia que a casa do Call of Duty fecharia o negócio, o presidente da Divisão de Entretenimento e Dispositivos da Microsoft foi lá e fez valer a força da Gigante de Redmond.

Demos um lance e então a Activision foi lá e aumentou, parecia que iríamos perder o negócio,” revelou o co-criador do Xbox. “Então, no último minuto Robbie [Bach] aumentou o lance e ganhamos o negócio. Foi isso. Quem sabe o que poderia ter acontecido com a Rare.

Essa é a pergunta de US$ 375 milhões, o que teria acontecido com a Rare? O engraçado é pensarmos que uma empresa que muitas vezes é criticada pelo tamanho que alcançou e pela falta de originalidade em seus jogos poderia ter sido justamente a salvação de um estúdio tão adorado e hoje os fãs poderiam não estar lamentando tanto a sua quase morte.

Porém, vale citar que essa não é a primeira vez que Ed Fries fala sobre o assunto. Em 2010 ele chegou a defender que se a Rare tivesse fechado negócio com a Activision, isso poderia ter sido muito melhor para a desenvolvedora, afinal ela poderia lançar suas criações para qualquer plataforma e mesmo não tendo certeza se isso aconteceria, desconfio que por lá as antigas franquias seriam melhor tratadas.

No entanto, não podemos esquecer que a própria Activision tem ignorado há bastante tempo os pedidos por um novo jogo estrelado pelo Crash Bandicoot e embora eu pense que seria legal ver a Rare cuidando do mascote, será que isso iria mesmo acontecer? Aliás, será que sobre o controle de outra empresa os fundadores do estúdio também não teriam abandonado o barco e hoje ele estaria numa situação parecida?

Fonte: IGN.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários