Meio Bit » Baú » Games » Por pouco não ganhamos um jogo do Demolidor

Por pouco não ganhamos um jogo do Demolidor

Vídeo mostra como estava ficando um jogo de 2002 baseado no Demolidor e conta porque a Marvel preferiu não autorizar o lançamento do Daredevil: The Man Without Fear.

27/06/2016 às 10:01

daredevil

Hoje em dia a coisa está um pouco diferente, mas houve uma época em que praticamente todo filme de heróis vinha acompanhado de um jogo e um que fugiu a essa regra foi o do Demolidor, aquele de 2003 estrelado por Ben “agora Bruce Wayne” Affleck. Até hoje os fãs se perguntam porque o personagem não recebeu um jogo naquele ano, mas o que nem todos sabem é que isso esteve perto de acontecer.

Com o projeto que iniciou em 2002 ficando nas mãos da modesta 5000ft Inc., Daredevil: The Man Without Fear seria um jogo para PlayStation 2 e tinha como objetivo recriar várias passagens marcantes do quadrinho homônimo criado por Frank Miller. A desenvolvedora então preparou uma demo para apresentar à Marvel, cujos executivos gostaram do que viram, mas então o projeto deu uma guinada inesperada.

Sabendo que a Sony Pictures estava prestes a lançar um filme baseado no personagem, a Encore, que ficaria responsável pela publicação do jogo, percebeu que existia potencial para fazer muito mais dinheiro com a criação e decidiu que ele deveria sair também para Xbox e PC. Porém, isso significava a necessidade de um orçamento bem maior e ficou decidido que o título seria transformado num jogo de mundo aberto para ser lançado junto com o longa-metragem.

O problema é que a partir daí o estúdio teve que passar a responder a Marvel, a Sony e a Microsoft, mas apesar dessa última ter lhes dado total liberdade, as duas primeiras começaram a se envolver na produção e muitas vezes entraram em conflito sobre o que queriam, com a primeira preferindo algo mais próximo aos quadrinhos e a segunda querendo empurrar novas mecânicas.

Para piorar a situação, a 5000ft Inc viu-se obrigada a desenvolver sua própria engine, já que a editora não pagou o licenciamento para usar a que era oferecida pela Renderware. Isso somado a um atraso no lançamento, problemas técnicos e até o uso de drogas por parte dos funcionários fez com que o desenvolvimento se tornasse um inferno e mesmo com o projeto estando perto de ser concluído, a Marvel decidiu não aprová-lo.

Quase 15 anos depois, o jornalista Liam Robertson nos traz um detalhado vídeo que conta essa história, assim como alguns trechos do Daredevil: The Man Without Fear e embora hoje seja fácil dizer que o jogo não parece nada demais, é interessante notar que ele já contava com uma mecânica de co-localização parecida com o que só fomos ver anos depois, no Batman: Arkham Asylum.


DidYouKnowGaming? — Marvel's Cancelled Daredevil Game - Unseen64

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários