Meio Bit » Baú » Games » The Legend of Zelda: Breath of the Wild e a morte do GamePad

The Legend of Zelda: Breath of the Wild e a morte do GamePad

Diretor do The Legend of Zelda: Breath of the Wild diz que jogo não usará a tela do GamePad pois isso desviaria nossa atenção e praticamente afirma que a Nintendo errou ao adotar essa ideia no Wii U.

16/06/2016 às 13:04

zelda-breath-of-the-wild

Quando a Nintendo revelou ao mundo o Wii U, parecia que estávamos diante de uma nova tendência: a segunda tela para consoles. Logo a Microsoft correu para anunciar o SmartGlass e a Sony também flertou com a novidade. Quase quatro anos após o lançamento do console, eis que a ideia foi quase totalmente abandonada pela indústria e a própria BigN não parece ter descoberto como aproveitar corretamente a tecnologia.

Isso pode ser visto na maioria dos jogos lançados para o Wii U, que raramente conseguem fazer um bom uso da enorme tela presente no controle do videogame e ao falar sobre aquele que deverá ser o último grande lançamento do aparelho, o diretor Eiji Aonuma explicou porque o The Legend of Zelda: Breath of the Wild não deverá explorar muito o GamePad.

Percebemos que ter algo no GamePad e ter que dividir o olhar entre a tela da TV e o GamePad na verdade atrapalha a jogabilidade e a concentração do jogador. Você tem o sistema de GPS do seu carro no painel. Se você o tiver no seu colo, se envolverá num acidente!

Porém, a divisão de atenção entre a tela do controle e a televisão não deve ter sido o único motivo para a equipe ter optado por não incluir elementos da jogabilidade no GamePad, afinal o Breath of the Wild também será lançado para o NX e de acordo com Aonuma, eles pretendem entregar a mesma experiência em ambos os consoles, o que não aconteceria por o novo videogame da Nintendo provavelmente não contar com essa tela adicional.

De certa forma esse informação já era esperada, pois o diretor havia dito essa semana que o novo The Legend of Zelda poderá ser jogado apenas com o Pro Controller, mas na minha opinião, ao dizer que a tela do GamePad desvia a atenção, ele praticamente admite que a Nintendo cometeu um erro gigantesco ao apostar nessa ideia.

O que não ficou muito claro é se o jogo não aproveitará o GamePad em nada, permitindo por exemplo o gerenciamento do inventário sem termos que parar a ação para acessar o menu. Será estranho se a segunda tela for mesmo ignorada, pois lembro que desde que o Wii U foi anunciado esse era um desejo de muitos fãs da franquia, mas aparentemente ele não estará disponível.

Já sobre o que podemos considerar como certo, Aonuma revelou que, devido a maneira aberta como o Breath of the Wild funcionará, aqueles que preferirem poderão partir logo para o final do jogo sem ter passar por todo o enredo. O problema no entanto é que devido a dificuldade dos inimigos na parte final, quem fizer isso terá que ser muito bom ou meio maluco, mas pelo menos a possibilidade existirá.

Fonte: Wired e Gamespot.

relacionados


Comentários