Meio Bit » Baú » Hardware » Seu vibrador pode estar espionando tudo que você fala! (ok, não realmente)

Seu vibrador pode estar espionando tudo que você fala! (ok, não realmente)

Cientistas criam um método para usar o vibrador de seu celular como microfone. Sim, seu celular tem um vibrador. Bom fim de semana!

10/06/2016 às 20:22

Modern_cellphone_vibrator_3-9-2010

Isto é um vibrador de celular. Se bem que tudo é, se você for corajoso o suficiente.

Celulares usam (entre outras) uma tecnologia simples e eficiente para seu “modo silencioso”: um motorzinho com um peso desbalanceado que provoca uma vibração intencional. É simples, eficiente e agora descobriu-se que pode ser uma falha de segurança.

Antes de mais nada: não caia em títulos clickbait apocalípticos. NÃO existe uso real dessa técnica por invasores, nem existirá. Não faz sentido. É uma curiosidade criada pelo Professor Romit Roy Choudhury, da Electrical and Computer Engineering school da Universidade de Illinois em Urbana-Champaign. Local de futuro, digo, passado nascimento do HAL.

Em um paper de título Listening through a Vibration Motor, ele e Roy Choudhury, um aluno de Doutorado desenvolveram uma técnica onde micro-vibrações no ar são captadas pelo vibrador.

vibraphone

Como todo mundo que já brincou com eletrônica, ao contrário daquele seu primo que começou a dançar Ragatanga, áudio e eletricidade não são um caminho sem volta. Da mesma forma que um alto-falante transforma energia eletromagnética em energia cinética, ele pode ser usado para transformar energia cinética em eletromagnética.

Alto-falantes funcionam perfeitamente como microfones, se por perfeitamente você entender algo extremamente ineficiente, mas funcionam. Motores elétricos se tornam dínamos quando você os gira manualmente. No caso do vibrador, ele recebe uma carga elétrica e o motor gira. Quando o motor é movido por uma vibração, é gerada uma carga em seus terminais.

O que os cientistas fizeram foi medir essas micro-variações e determinar se correspondiam a sons, e funcionou!

O espectro de áudio captado pelo vibrador é péssimo e a qualidade do som é tenebrosa, mas os dois desenvolveram algoritmos que filtram e amplificam o sinal, corrigindo a informação e tornando a captação perfeitamente inteligível.

O paper é bem interessante e é um belo exemplo da filosofia hacker, fazer algo para saber se pode ser feito. Nenhuma jiromba foi sorvida na confecção desta pesquisa.

Quanto a uso como espionagem, chance zero. Não há acesso em nenhuma API do mercado a dados tão crus como nível do sinal elétrico nos terminais do motor de passo do vibrador do celular, e se você tem acesso ao software a esse nível mais fácil capturar os dados dos microfones do aparelho mesmo.

Fonte: Tech Crunch.

relacionados


Comentários