Meio Bit » Arquivos » Hardware » Android pode enfim ganhar um “kill switch” em breve

Android pode enfim ganhar um “kill switch” em breve

Google pode muito em breve introduzir ferramenta no Gerenciador de Dispositivos que transformará Androids roubados em pesos de papel.

10/06/2016 às 11:17

red-button

Esta é uma promessa antiga e ao que tudo indica ela enfim sairá do papel: o Google estaria preparando enfim a introdução de um “kill switch” em todos os dispositivos Android, de modo que um dispositivo roubado ou perdido possa ser convertido remotamente em um peso de papel high-tech.

Atualmente o Gerenciador de Dispositivos Android permite que os usuários possam encontrar um aparelho perdido, fazê-lo tocar, bloqueá-lo ou apagar todos os seus dados, mas a alternativa mais radical não inutiliza o smartphone ou tablet. Basta uma intervenção simples e o indivíduo de posse do aparelho extraviado pode reformatá-lo e utilizá-lo tranquilamente, como se nada tivesse acontecido. Há o bloqueio por IMEI, mas isso exige que o dono saiba o número e/ou o anote em um lugar à mão.

PAra facilitar a vida dos usuários as empresas ou tem que rebolar para oferecer recursos de segurança. O Bloqueio de Ativação do iOS por exemplo exige login e senha do usuário para qualquer operação que vise redefinir as configurações de fábrica. Você pode apagar todos os dados mas o outro não terá como utilizar o dispositivo, a menos que apele para outros métodos como jailbreak. É útil mas ainda não é o cenário ideal, que é converter os gadgets em tijolos.

O Android não possui nem essa opção nativa, mas devido a pressões externas o Google se viu compelido a quebrar a cabeça e resolver essa questão. Embora o ideal fosse um recurso físico que efetivamente fritasse o smartphone roubado, enquanto isso não é possível o setor de desenvolvimento do Android se virou com o que tem à mão, e segundo uma postagem no AOSP estão enfim chegando a algum lugar.

O segredo da suposta nova função é simples: ao acioná-la via Gerenciador de Dispositivos o Android realizaria um wipe full-scale no smartphone ou tablet, deletando todas as pastas e partições. Pense no format c: /u , é a mesma coisa. Após o procedimento o gadget naõ reconheceria nenhuma função ao ser ligado, impossibilitando o reconhecimento e externo. Com isso ele seria irremediavelmente brickado.

O grande problema são as OEM. Enquanto o “kill switch” será fatalmente introduzido no Android puro as parceiras do Google podem muito bem bloqueá-lo, se identificarem que ele não traz vantagens às mesmas. Por ser uma solução drástica, caso para os fabricantes seja mais interessante manter os dispositivos funcionando, mesmo depois de roubados ele não será introduzido em suas versões do Android customizadas. Caberia à Mountain View bater o pau na mesa e impor o recurso.

No mais, antes tarde do que nunca. Pode ser que ele não apareça no Android N mas é bom saber que o o Google está trabalhando nisso.

Fonte: Android Police.

relacionados


Comentários