Meio Bit » Baú » Hardware » Evento HP - Intel contra o aquecimento global

Evento HP - Intel contra o aquecimento global

25/05/2009 às 20:53

O discurso de duas gigantes da área de tecnologica ficou focado na economia de energia. Intel e Microsoft mostraram que tem cartas na manga para fazer acontecer. O aquecimento global tem sido sempre pauta e cutucões nas empresas e elas têm tentado mostrar que estão preocupadas com isso.
A própria HP garante que seus computadores utilizam 80% da energia que entra, o que é um excelente número.

Tendo em vista todo esse cuidado, a Intel ao desenvolver sua nova leva de processadores da linha Xeon, pensou no que poderia fazer para que eles ajudassem o meio ambiente. A série 5500 trouxe um conceito diferente e bastante inteligente. Imagine que você esteja trabalhando em um computador com um Xeon 5500 quad core. Ai você está apenas navegando na internet, sem usar aplicativos pesados que demandem processamento. O seu processador entra em uma fase de economia de energia, desligando os núcleos não sendo utilizados e ainda assim, reduzindo o clock do seu único núcleo ativo mantendo a performance da máquina redondinha de acordo com a sua necessidade no momento. Imagina que do nada você abra o 3D MAX com uma animação lascada que você criou, em menos de 1 segundo os 4 núcleos voltam a funcionar e chegar ao seu limite. Mas vamos mais longe, esquecendo a economia de energia, você continua com o seu 3D MAX aberto e vai mexendo naquela animação pesada e os 4 núcleos começam a não ser tão rápidos quanto você gostaria. Se sua máquina tem um sistema de resfriamento bom, o seu processador pode dar um overclock automático e acelerar mais do que a especificação do próprio produto (Turbo Boost Technology), chegando logicamente em um limite, mas também sendo limitado ao seu sistema de resfriamento que é medido pela temperatura no próprio processador. E para completar, os processadores voltam a ter a tecnologia Hyper-Threading, com muito mais eficácia que antes (já que hoje núcleo não é problema).

Marcel Saraiva da Intel deixou claro ainda como os múltiplos processadores funcionam bem em harmonia com múltiplos núcleos e a importância de um hardware de ponta para coordenar e auxiliar todo o processo. Comprovadamente seus processadores evoluíram muito nessa nova etapa, deixando a AMD (não disseram esse nome propriamente) a ver navios.

Link: Intel em Workstations

relacionados


Comentários