Meio Bit » Baú » Hardware » Galaxy S7 Active, a versão duro na queda do top da Samsung

Galaxy S7 Active, a versão duro na queda do top da Samsung

Samsung apresenta o Galaxt S7 Active, a variação de seu high-end resistente a impactos e que conta com um diferencial: uma bateria de 4.000 mAh

07/06/2016 às 9:30

galaxy-s7-active-001

Mantendo a tradição, a Samsung apresentou a versão para mochileiros e desastrados de seu atual dispositivo móvel high-end. O Galaxy S7 Active, que como manda a tradição é incialmente exclusivo da operadora AT&T chega com uma série de melhorias para aumentar sua durabilidade e uma muito interessante: um belo upgrade de 33% adicionais na capacidade da bateria.

O S7 Active é uma versão blindada do modelo de 5,1 polegadas do top da Samsung, com as mesmíssimas especificações técnicas: SoC Snapdragon 820 de Qualcomm, um quad-core com CPU Kryo de 64 bits equipado com dois núcleos 2,15 GHz, dois de 1,6 GHz e GPU Adreno 530, 4 GB de RAM, 32 ou 64 GB de espaço intewrno (expansível até 256 GB via Micro-SD), display Super AMOLED de 5,1″ com resolução Quad HD (576 ppi) protegido pelo vidor Gorilla Glass 4 da Corning, câmera principal de 12 megapixels com abertura f/1,7; sensor de 1/2,6″; estabilizador óptico de imagens, Flash LED e capaz de filmar em 4K a 30 fps, câmera selfie de 5 MP com a mesma abertura f/1,7 da principal, redes 4G/LTE, Bluetooth 4.2, A-GPS e GLONASS e Android 6.0 Marshmallow.

Só que para por aí. A linha Active é voltada para usuários exigentes que não abrem mão de performance mesmo durante as situações mais extremas, sendo voltada para esportistas em geral. Com isso o S7 parrudo não é bonito, os botões capacitivos foram substituídos por físicos e o case é extremamente reforçado, o que o torna ligeiramente mais pesado. Sem falar na já esperada certificação IP68, que oferece proteção contra poeira e resistência à um mergulho de até 30 minutos em uma profundidade de até 1,5 m sem pifar, sem falar que ele é certificado para resistir a quedas de até 1,5 m.

galaxy-s7-active-002

galaxy-s7-active-003

Quer mais? O S7 Active passou no MIL-STD–810G, um conjunto de testes do exército dos EUA para avaliar produtos sobre as mais adversas e extremas situações de estresse: sendo assim o aparelho possui resistência comprovada contra sal, poeira, umidade, chuva, altas vibrações, radiação solar, transporte desastrado e choques térmicos. Ele é basicamente feito de uru e adamantium, quase um Nokia das antigas.

Por fim o S7 Active possui mais um atrativo que é normal na linha: uma bateria melhor. Enquanto o S7 normal é equipado com uma de 3.000 mAh e o S7 Edge possui uma de 3.600 mAh, o Galaxy do John McClane ostenta uma generosa bateria de 4.000 mAh. Tudo para que o mochileiro não fique na mão no meio da mata. Outra curiosidade é a presença de um botão lateral extra, que pode ser programado para executar tarefas como abrir apps específicos de acordo com a forma que é acionado. E por fim o sensor biométrico, que não estava presente no S6 Active foi adicionado no modelo 2017.


Samsung Galaxy S7 active Overview and Specs | AT&T

A AT&T começará a vender o Galaxy S7 Active a partir do 10, pelo preço sugerido de US$ 795. É bastante improvável que ele chegue por estas paragens visto que o S4 Active foi o último comercializado no Brasil, em 2013.

Fonte: AT&T.

relacionados


Comentários