Meio Bit » Baú » Internet » Protesto Mega Não ganha as ruas de São Paulo. Quem vigia os vigilantes?

Protesto Mega Não ganha as ruas de São Paulo. Quem vigia os vigilantes?

15/05/2009 às 15:34

Não sei se você percebeu, mas a liberdade de expressão na Internet está sendo ameaçada ao redor do mundo por Governos e grandes corporações que procuram implantar uma censura absurda ao direito básico de nos comunicarmos. O Projeto de Lei de cibercrimes do Sen. Azeredo, que atualmente tramita na Câmara de Deputados, transforma a Internet como nós conhecemos em uma verdadeira terra de ninguém, onde todo mundo é considerado culpado até que prove o contrário.

Aconteceu ontem na frente da Assembléia Legislativa de São Paulo um protesto público contra as emendas à lei de cibercrimes que se aprovadas como estão pelos deputados, vão servir para na prática criminalizar o uso comum da Internet. Se o texto for aprovado como está, vai acabar com as redes P2P, tirar do ar as redes abertas como as que já existem em várias comunidades, e ainda dar uma sobrevida ao nefasto DRM. Os provedores passam a ser considerados cúmplices de qualquer crimes cometidos nas suas redes, e passam a exercer o papel de fiscalizadores de tudo que os seus usuários fazem na Internet.

Não se iluda, todas as pessoas que produzem qualquer tipo conteúdo online estão sob risco, e se hoje quem tem um blog como eu está sempre com medo de sofrer algum tipo de censura, e ter seu site retirado do ar sem aviso prévio, no futuro a própria atividade de blogar pode ser considerada contra a lei.

E a coisa não para por aí, muito pelo contrário. Censurar e regular a Internet significa bloquear o acesso a informação dos cidadãos, um direito que os políticos do Brasil parecem ter orgulho em desprezar.

Participe dos protestos do Mega Não e ajude a mudar esta história.

Via Mario Amaya.

relacionados


Comentários