Meio Bit » Baú » Games » Relembrando: Outcast

Relembrando: Outcast

11/05/2009 às 11:09

verdade seja dita, sou uma pessoa que gosta de computadores, mas que só teve seu primeiro pc depois de adulto. Quando adquiri a máquina em 1999, obviamente tratei de procurar alguns joguinhos para me divertir e considero o jogo da seção Relembrando de hoje minha primeira decepção com os computadores. Outcast era um jogaço, mas o fato de nunca ter conseguido jogá-lo satisfatoriamente foi apenas um dos motivos que me fez (e ainda faz) preferir os consoles quando os assuntos são jogos eletrônicos.

dori_out_05.09

O jogo nos colocava no controle do ex-soldador Cutter Slade, o sujeito foi enviado ao planeta alienígena Adelpha com o intuito de escoltar três cientistas que teriam que acabar com um buraco negro. Ao chegar no lugar você perde contato com os caras e começa a ser tratado pela população local como uma espécie de salvador. O game brilhava pela ambientação fascinante, com o lugar repleto de formas de vida exóticas e ambientes com boa variação entre si.

Na época de seu lançamento, Outcast causou um impacto razoável na indústria. A inteligência artificial empregada no jogo era muito acima da média, a trilha sonora era belíssima, toda tocada pela Orquestra Sinfônica de Moscou, mas talvez a sua principal característica estava em seus gráficos. Mostrando efeitos como sombras, anti-aliasing, lens flares e depth of field. O que mais impressionava era que teoricamente, o jogo não precisava de uma placa de vídeo poderosa para funcionar, já que a engine era puramente baseada no software, contudo, como disse no início do texto, mesmo tendo computadores que ultrapassavam com sobra a configuração recomendada pela produtora, eu nunca vi esse jogo rodar liso e até hoje não sei dizer o motivo para esse problema.

O jogo tinha potencial para receber várias sequências e uma chegou mesmo a começar a ser produzida. Outcast 2 seria lançado para o Playstation 2, mas devido a falência da produtora, a Appeal, o desenvolvimento foi cancelado. Houve ainda a possibilidade de uma conversão do original para o Dreamcast, mas como o jogo para PC não teve um bom número de cópias vendidas, ela também acabou sendo cancelada. Por enquanto, a única esperança de vermos um “novo” Outcast esta depositada nas mãos de um grupo que pretende recriar o jogo usando a CryEngine.

relacionados


Comentários