Meio Bit » Baú » Indústria » Windows 7 sem WGA

Windows 7 sem WGA

11/05/2009 às 0:23

Para quem não ligou o nome à pessoa, “WGA” é a sigla de “Windows Genuine Advantage”, o programa de combate à pirataria da Microsoft (sim, aquela “estrelinha” chata, feia e boba, que fica no cantinho inferior direito do seu micro, além do incômodo aviso que aparece na inicialização do sistema).

A MS, que não é boba nem nada, percebeu que a grande maioria do pessoal que tem quinze segundos para pensar na vida toda vez que liga o micro não entende muito bem o motivo daquilo. Pois é: não entende. Não sabe por que diabos teria que pagar (imaginem: PAGAR!) pelo sistema operacional.

Como usuário (ainda que pirata) insatisfeito é, potencialmente, um usuário a menos (sempre há esperança de que comprem, não há?) o Windows 7 virá com um sistema diferente de notificação/validação da cópia. Sai a WGA e entra em cena o “WAT” (Windows Activation Technologies). Ainda não há muitos detalhes, mas, ao que parece, em vez de quinze segundos de espera, o pirata, digo, usuário será obrigado a passar por algumas telas que explicarão o motivo da ativação e as vantagens de se ter um software original. De específico, mesmo, só a notícia de que é um código (fonte) novo, mais avançado do que o usado até agora no Vista e será incorporado neste S.O. nas próximas atualizações. Apenas o Windows XP continuará com o “velho código” de WGA.

Será dessa vez que veremos um software à prova de cópia ilegal? Duvido muito (e, no fundo, a MS também sabe que é quase impossível, especialmente sem usar uma plataforma do tipo TPM). Mas é a velha corrida de gato e rato com os piratas.

[via Microsoft]

relacionados


Comentários