Meio Bit » Baú » Software » TI e Suporte: Não culpe o software livre

TI e Suporte: Não culpe o software livre

06/05/2009 às 10:19

Quem nunca ouviu alguém numa empresa culpar software open source ou livre por causa de problemas técnicos, saiba que há um problema de percepção.

As empresas precisam economizar para maximizar lucros, baixando preços e uma das saídas que muitas encontraram foi usar software livre. Mas aí surge um pequeno problema: isso muitas vezes é feito por filosofia dos profissionais de TI contratados e não por avaliação técnica. Aí quando acontece algum problema e o "pessoal da TI" não sabe resolver, quando confrontados:

"Foi pedido a solução mais barata possível. Encontramos essa que atendia aos requisitos na época e não tem mais barato do que de graça. Não gastamos nada com licenças."

O problema aparece quando por qualquer motivo, aquele software livre ABC não funciona com o hardware XYZ ou é incompatível com o programa XPTO. E aí o software livre é usado como bode expiatório: não tem ninguém para reclamar/exigir/processar/etc e que a comunidade não tem urgência para o SEU problema. Se a empresa não quer investir para que o trabalho seja feito, porque exigir o comprometimento comunitário?

Se a escolha foi errada, não culpe depois se o conserto ou alteração custa o mesmo que uma licença comercial. Total Cost of Ownership (TCO) em alguns casos, pode até ser maior com o FOSS, portanto não existe isso de almoço gratuito. O dinheiro apenas flui de forma diferente.

Dentro de empresas, o suporte aos usuários é feito pelo departamento de TI. Cabe a esses profissionais decidir prós e contras de uso de software livre ou proprietário. Depois não adianta culpar o FOSS em geral porque a sua decisão foi filosófica e não técnica. Pense, pese prós e contras, há riscos tanto em software fechado (falência, cancelamento, venda a terceiros, etc) quando livre (estagnação, lentidão de correções, poucos desenvolvedores, etc).

relacionados


Comentários