Meio Bit » Arquivos » Ciência » CERN liberou 300 TB de dados do LHC

CERN liberou 300 TB de dados do LHC

Um excelente dia para cientistas que querem muito pesquisar física de partículas mas não têm orçamento para construir seu próprio LHC. O CERN acaba de disponibilizar para download mais um bloco de dados de seus instrumentos. Desta vez são “só” 300 TB.

25/04/2016 às 7:01

cern_lhc_15_0

Richard Feynman dizia que o cerne da ciência é que idéias são testadas por experimentos, todo o resto é contabilidade. Idéias são criadas a partir de observações, que geram hipóteses que por sua vez geram experimentos que as confirmam ou não. Se você remove a experimentação você termina com pura masturbação mental, ou como chamam os politicamente corretos, filosofia.

Ah mas a base da ciência é a filosofia sim, e a base da astronomia é a astrologia. A base da Nastassja Kinski é o Klaus Kinski. Temos um enorme respeito pelos filósofos da antiguidade por causa de uma visão totalmente seletiva de seus trabalhos. Pitágoras proibia seus seguidores de comer feijões.

Aristóteles, endeusado por 10 entre 10 estudantes de filosofia afirmava que mulheres tinham menos dentes do que homens, e nunca se deu ao trabalho de verificar essa hipótese. Não duvido que filósofos-papagaios que leiam esses trechos comecem a repetir.

A Experimentação matou a necessidade de elucubrações filosóficas, se uma árvore cai na floresta e ninguém vê, você coloca uma câmera com um microfone sensível e na próxima vez descobre se ela faz barulho ou não quando cair. Demócrito acertou ao dizer que o Universo é composto de átomos, mas por si só sua teoria atômica é inútil e 100% errada ao afirmar que há infinitos números de átomos e quanto mais pesados mais indivisíveis são.

Hoje exploramos o muito grande e o muito pequeno, com a Física Experimental andando lado a lado com a Física Teórica, indo onde nenhum Pondé ou Olavão jamais esteve. O Large Hadron Collider é um desses experimentos, algo que levaria à insanidade qualquer filósofo da antiguidade.

Não que mesmo hoje não gera controvérsia, lembrem-se do retardado que processou o CERN, alegando que o LHC causaria o fim do mundo. Talvez ele esteja certo, se depender do LHC o mundo morrerá afogado em dados.

Explico: eles estão liberando dados coletados com o Solenoide Compacto de Múons, um dos instrumentos usados para analisar as colisões dos feixes de prótons. Sim, o LHC ignora o aviso que cruza os feixes. Os resultados são catastróficos, ao menos para os prótons.

CODP_Visualise

A quantidade de dados disponibilizados é restrita ao CMS, e ao ano de 2011, mesmo assim são 300 terabytes, distribuídos em um dataset primário e um secundário.

Também disponibilizaram ferramentas e aplicativos rodando na CernVM, a máquina virtual usada para unificar os softwares, disponível em um monte de formatos.

Ou seja: ao contrário dos teóricos da conspiração, criadores de máquinas antigravidade e fosfoetanolamineiros, o CERN não quer ocultar seus dados. Ele os disponibiliza para que outros os estudem, confirmem ou contestem seus resultados, e até façam descobertas com base neles.

Isso, crianças, é ciência de verdade. Não é funciona, meu primo tem um vizinho que diz que dá certo de vez em quando. É funciona, taqui os dados, taqui o código-fonte, se não concorda mostra onde está o erro. Não é conhecimento arcano inalcançável. Quer dizer, até é, mas pra mim…

Fonte: CERN.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários