Meio Bit » Baú » Internet » Harrison Ford foi preso por bater na esposa e isso é hilário

Harrison Ford foi preso por bater na esposa e isso é hilário

Você soube que o Harrison Ford foi preso por encestar a Calista? É oficial, quem confirmou foi a polícia. Ou melhor, os computadores da polícia, depois que um estagiário durante um treinamento resolveu usar o nome do ator para preencher um formulário de prisão…

23/04/2016 às 13:42

tumblr_m55dt176iU1qi8tbno1_1280

Uma vez trabalhei em uma empresa onde tínhamos quatro cópias do site: eram ambientes de desenvolvimento, teste, homologação e produção. Quando fomos absorvidos (slurp!) pela corporação-mãe, a gerência achou um absurdo pagar por 4× a estrutura, e primeiro o ambiente de testes rodou, depois o cliente começou a reclamar da “burocracia” de ter que homologar antes de mandar pra produção, e pediram o fim dessa fase.

Como quem mandava era o cliente e TI era vista como despesa dentro da empresa, assim foi feito. Sim, como você está imaginando tragédias aconteceram várias vezes. O cliente achava que sabia HTML e mexia direto nas páginas. Era divertido ver o desespero quando tiravam o site do ar. Consertar depois, nem tanto.

A falta de um ambiente de testes atrapalhou a vida de muita gente, e a vítima da vez é ninguém menos que Harrison Ford. Ele foi acusado de violência doméstica, teria sido preso por bater na esposa e estar de posse de substância controlada, mas assim como seu personagem Richard Kimble, ele foi injustamente acusado.

A prisão foi cadastrada pelo departamento de polícia de Huntington Beach, Califórnia. A culpa, claro, foi do estagiário. Durante um treinamento os recrutas foram instruídos a criar nomes fictícios na hora de preencher os relatórios, mas um idiota huehue resolveu cadastrar o nome de Harrison Ford no sistema, que claro estava rodando em modo de produção, live, no ar, à vera.

040716-sub-harrison-ford-1

Como violência doméstica não tem nada de engraçado, a informação foi replicada imediatamente em outros sistemas, e a imprensa, que monitora esse tipo de coisa ficou toda eriçada, mas não havia outros registros, e Harrison Ford tinha um álibi bem melhor do que um homem de um braço só: ele nem estava nos EUA no dia da tal prisão.

Como não há ambiente de treinamento o procedimento-padrão da polícia de Huntington Beach é usar nomes fictícios e depois da aula de uso do sistema apagar os registros, mas ficou evidente que esse procedimento é falso, além de ferir a santidade dos bancos de dados ao poluir a base com dados fictícios.

No final tudo acabou bem, mas e se ao invés de Harrison Ford o nome usado fosse o de um desconhecido qualquer, ou de um vizinho chato do recruta? Quantos registros falsos será que há nessas bases de dados, adormecidos esperando uma busca para então acusarem injustamente um Richard Kimble da vida?

Fonte: Independent.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários