Meio Bit » Baú » Hardware » EUA usando carros-bomba

EUA usando carros-bomba

Nem todo show de incompetência acontece nas ciclovias do Rio. Também temos um desembarque aerotransportado das Forças Armadas dos EUA onde quem levou a melhor foi Newton. Clique e veja US$ 300 mil indo pro espaço enquanto ironicamente beijam o chão.

23/04/2016 às 10:31

13006663_10154187799468606_1313094509020816994_n

Tom Clancy gostava de dizer que em guerra ganha quem erra menos. Nem nos livros dele os EUA eram 100% eficientes o tempo todo, e na prática são menos ainda. Mesmo com todo o treinamento e equipamento, continua valendo a máxima: nenhum plano resiste ao primeiro contato com o inimigo.

Às vezes o inimigo é o próprio equipamento, como no caso do piloto de F22 que ficou preso, quando o cockpit não abria e tiveram que meter a serra:

f22canopy3

Outras vezes o inimigo é a incompetência. No caso alguns sujeitos que pelo talento apresentado devem estar projetando ciclovias pra Prefeitura do Rio.

Está vendo a foto de abertura? Não é um carro inimigo obliterado por uma bomba inteligente. É um Humvee, a versão militar do Hummer e deveria se parecer com isto aqui:

434266_6002_160_0001-626x469

Como ele sofreu aquele processo de panqueficação? Ataque do ISIS? Não.

Foi um exercício na Base de Hohenfels, na Alemanha. A Brigada Aerotransportada estava treinando uma invasão, e hoje é possível transportar artilharia e veículos, lançados de paraquedas. Isso torna as tropas bem menos vulneráveis, em comparação ao tempo que a arma mais pesada eram as carabinas M1.

O problema é que os supracitados engenheiros de ciclovias não prenderam direito os Humvees, e durante o lançamento em vez de pousar suavemente com seus vários paraquedas, pelo menos três deles se soltaram das amarras e caíram como pedras.

É lindo, hilário e constrangedor. Essa é uma das forças armadas mais bem-treinadas do mundo. Imagine as menos.


Russia Today — Raining Humvees! Military vehicles plummet in failed US airdrop drill

Ah sim, cada Humvee desses custa uns US$ 100 mil.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários