Meio Bit » Baú » Demais assuntos » Esqueçam Steve Austin, Google pode pagar US$100 milhões por um Android

Esqueçam Steve Austin, Google pode pagar US$100 milhões por um Android

04/05/2009 às 13:49

Da mesma forma que a Apple, por arrogância ou burrice (você escolhe) não se deu ao trabalho de verificar se existia um produto de nome iPhone antes de anunciar o seu, e morreu em uma grana para a Cisco, agora é a vez do Google.

O nome Android é bonitinho, a logo é fofuxa e os freetards, que se entusiasmam com animais engraçadinhos e cores vibrantes adoraram, mas dois neurônios eram suficientes para imaginar que em 2009 um nome assim já teria dono. Ainda mais na área de tecnologia.

Foi o que o Google descobriu, quando tentou registrar a marca em Outubro de 2007, e em Fevereiro de 2008 (tarde, né?) o Departamento de Patentes dos EUA negou registro para a marca "Android", alegando que já existia uma empresa com esse nome.

A empresa, de nome Android Data foi fundada em 2000. Como "Data" não pode ser registrado (terá algo a ver com os circuitos positrônicos?) o Departamento de Patentes determinou que o termo "forte" era "Android".

Não confundir com este Data

Quando o Departamento de Patentes negou o registro, o Google protestou, o protesto foi negado, então pediram uma suspensão do registro da marca, alegando que a empresa Android Data não existia mais faziam quatro anos, e que a marca não era usada faziam 3.

O dono, um tal de Eric Specht foi pro pau, está processando todos os membros da Coalizão Android (bom nome pra uma Legião do Mal de Robôs). São 47 empresas citadas no processo.

Ele alega que estava desenvolvendo um produto de software com o nome da empresa, mas com a entrada do Google no mercado toda seu trabalho seria jogado fora, sua marca perderia força, mimimi, mimimi.

Por isso em sua ação Eric pede:

1 - As empresas envolvidas sejam proibidas de usar o termo "Android".
2 - Todos os materiais de marketing e divulgação com o termo "Android" sejam destruídos.
3 - US$2 milhões de indenização, de cada uma das empresas envolvidas no projeto.

Se os juízes engolirem, são US$100 milhões no bolso do cidadão. Muito provavelmente ele vai negociar por menos, mas será de qualquer jeito uma boa lição pro Google: Não batize um produto sem antes fazer MUITA pesquisa.

Fonte: Slashdot, The Register

relacionados


Comentários