Meio Bit » Baú » Indústria » Passaralho Espacial: a United Launch Alliance vai demitir 30% dos funcionários

Passaralho Espacial: a United Launch Alliance vai demitir 30% dos funcionários

É um daqueles raros casos em que a empresa demitir funcionários para permanecer competitiva faz sentido. É o que a United Launch Alliance vai fazer. A culpa? Elon Musk: precisava fazer a SpaceX tão barata e eficiente?

19/04/2016 às 9:00

Picture1o

A United Launch Alliance é uma potência. Joint Venture criada pela Boeing e pela Lockheed Martin, concentra os esforços dessas empresas na área de lançamentos. São os fornecedores preferidos do Pentágono, seu foguete Delta IV Heavy é o mais poderoso do mundo, ninguém coloca cargas mais pesadas em órbita e há poucas cargas mais pesadas que satélites espiões.

Só que os tempos estão mudando. A concorrência está se acirrando e a SpaceX depois de brigar muito conseguiu ser certificada pelo Departamento de Defesa. A chegada iminente do Falcon 9 Heavy vai matar o monopólio do Delta IV Heavy, como o Falcon 9 afetou os Deltas IV, Atlas V e Deltas II.

Os preços da ULA são BEM mais altos que os da SpaceX, e não conseguem baixar muito. Décadas sem grandes inovações, com um cliente com bolsos sem-fundo fez com que seus foguetes se tornassem tudo menos eficientes. Esperam que com o novo Vulcan isso melhore mas levará anos para se tornar operacional.

Para piorar eles precisavam, pelas regras do Pentágono manter mais de um modelo de foguete com as mesmas características, assim caso um problema fosse detectado o Depto de Defesa não ficasse sem uma plataforma confiável. Com a SpaceX entrando, o modelo extra se torna redundante.

A United Launch Alliance Delta IV-Heavy rocket carrying a National Reconnaissance Office payload launches Aug. 28, 2013, from Space Launch Complex-6 at Vandenberg Air Force Base, Calif. This was the second Delta IV-Heavy launch for Vandenberg AFB, with the first occurring Jan. 20, 2011. The rocket is the largest to ever launch from the West Coast of the United States. (U.S. Air Force photo/Joe Davila)

É grande esse Delta IV Heavy.

A ULA é BEM enxuta, tem 2.500 funcionários. Metade dos 5.000 da SpaceX, mas são 2.500 muito bem-pagos, caros mesmo. O jeito vai ser eliminar um dos foguetes, as equipes especializadas nele e mais gente se possível. Tory Bruno, CEO da ULA planeja passar o rodo em 375 vagas em 2016, e até o final de 2017 eliminar mais 500, totalizando 875 cabeças.

Mesmo assim não se sabe se será suficiente. O Vulcan, que se tudo der certo voará em 2019 tem um custo de lançamento estimado em US$ 99 milhões. Um lançamento da SpaceX hoje custa US$ 60 milhões e com o reaproveitamento do primeiro estágio do Falcon 9 isso deve cair mais 30%.

Isso será ruim para a ULA, mas também significa mais mão-de-obra pro Elon Musk.

Fonte: Reuters.

relacionados


Comentários