Meio Bit » Baú » Áudio e vídeo » Lytro Cinema — 755 megapixels em 3D

Lytro Cinema — 755 megapixels em 3D

Que tal gravar um filme já em 3D e com possibilidades de edição que não existem hoje? É isso que a Lytro Cinema promete ao tentar revolucionar a forma como se faz cinema.

14/04/2016 às 10:16

lytro-cinema

Bem, vamos lá. Acho que todo mundo que acompanha o desenvolvimento da tecnologia ouviu falar das câmeras Lytro. A proposta dos equipamentos era trazer uma nova forma de capturar fotografias. A tecnologia, conhecida como Campo de Luz, é muito diferente da fotografia digital tradicional.

Enquanto nossas câmeras registram o brilho e a cor da luz, a tecnologia de Campo de Luz também registra o ângulo e a direção de cada raio de luz. Basicamente ela cria um modelo 3D da fotografia que você está registrando. Entre outras vantagens interessantes, esse novo conceito de fotografia permite que você escolha a zona de foco e controle a profundidade de campo na hora do pós processamento. E isso é muito legal.

cameras_lytro

Foram lançadas duas gerações de câmeras Lytro voltadas diretamente para o consumidor doméstico. As duas possuíam preços bem salgados, mas a vantagem tecnológica era bem evidente, e a própria empresa acreditava que esse seria o próximo passo na evolução da tecnologia fotográfica como um todo. Mas, tudo mudou. Em novembro de 2015 a empresa anunciou o Lytro Immerge. O equipamento, que parece saído de um filme de ficção científica, nada mais é do que a tecnologia de Campo de Luz aplicada ao vídeo com uma câmera que registra a cena em 360º. A principal utilização da câmera é para experiências de Realidade Virtual. Como o vídeo já é capturado em 3D então será possível (em teoria) que você se locomova dentro da cena gravada como se realmente estivesse no local. Não sei vocês, mas isso fez meu queixo cair.

Lytro-Immerge

Como o Lytro Immerge é um equipamento gigante e caríssimo (não foi anunciado preço ainda) notamos que a empresa estava começando a direcionar seus esforços para o mercado de cinema e de empresas que necessitam de Realidade Virtual para seus produtos. A confirmação veio agora no começo de abril quando o CEO da empresa, Jason Rosenthal, anunciou que a Lytro estava abandonando o mercado doméstico e investindo em grandes equipamentos para a indústria do entretenimento. Pouco mais de 10 dias depois desse anúncio chega a nosso conhecimento o lançamento da Lytro Cinema.

Estamos falando de uma gigantesca câmera de filmagem que trabalha com um sensor de 755 megapixels capturando vídeos em RAW a 300 frames por segundo e utilizando a tecnologia de Campo de Luz com 16 f/stop de alcance dinâmico. Esse é o sensor de vídeo com maior resolução já construído e a câmera gera 400 GB de dados por segundo.

Como cada frame é um modelo 3D completo da imagem, será possível fazer coisas inacreditáveis da hora da edição como, por exemplo, mudar o foco na cena, alterar a profundidade de campo, o alcance dinâmico e até a quantidade de frames por segundo. Sem falar que elimina um problema básico do cinema onde os filmes são feitos em 2D e os efeitos digitais em 3D. Vai ser a união dos dois mundos. A quantidade de dados por pixels é tão grande que a Lytro garante que não vai mais ser necessário a utilização do popular fundo verde.


Lytro Cinema from Lytro

Assim como o Lytro Immerge, a câmera de cinema vem com seu próprio servidor para armazenamento de dados e suporte para backup na nuvem. Outra vantagem é a existência de plugins que possibilitam a edição dos arquivos da Lytro Cinema nos principais programas existentes no mercado. Preço? Ninguém falou nada ainda, mas a empresa garante que vai ter equipamentos para venda e locação (o que mostra que não vai ser barato).

Fonte: Petapixel.

relacionados


Comentários