Meio Bit » Baú » Indústria » Open Source, versão Democracia Chinesa

Open Source, versão Democracia Chinesa

28/04/2009 às 20:32

Para desespero de uma área de freetards brasileiros que ficam sexualmente excitados ao tratar Software Livre como um modelo político anticapitalista, a própria Free Software Foundation, apesar das viagens (nos dois sentidos) de Richard Stallman a Cuba faz questão de deixar claro que não há nenhuma ligação entre FOSS e modelos totalitários de governo.

Esses mesmos freetards brasileiros que insistem em fazer essa ligação entretando acabam de ganhar um excelente presente de Natal: A República Popular da China, na figura de seu Ministério da Indústria deu início a um plano segundo o qual empresas estrangeiras produzindo equipamentos na China deverão abrir todo o seu código-fonte, incluindo firmware para seus parceiros chineses.

Isso mesmo. Open Source na base do Decreto-Lei. A Apple terá que liberar o fonte do OSX do iPhone, dos Macs, GPSs deverão liberar seus fontes, fabricantes de caixas eletrônicos, roteadores, tudo. Incluindo smartcards e equipamentos que usem alta criptografia.

A desculpa do governo chinês é aumentar a segurança (não sei como) mas está claro que isso trará toda uma Segunda Renascença da Pirataria Chinesa. Imaginem os iPhones fakes do Mercado Livre, agora com uma versão pirata do OSX.

Os países com fábricas na China, claro, estão irados. A saída para muitos será modificar as linhas de montagem, mudando a finalização dos produtos para países mais amigáveis.

A decisão pode repercutir muito mal para a China, que já não é vista como grande amiga da Propriedade Intelectual, vide a infindável quantidade de produtos falsificados que o Governo Chinês finge que não existe.

Como todo regime totalitário os chineses não tem um pé na realidade. Tanto que em seus devaneios a nova legislação inclúi acesso as instalações da empresa estrangeira, em seu país-sede, para que inspetores chineses certifiquem-se que nenhum código-fonte está sendo malocado.

Isso mesmo. Eles querem acesso ao Sanctum Santorum da Apple e outras empresas. Todos os segredos.

Diante disso só tenho uma pergunta a fazer aos camaradas chineses: "Fritas acompanham?"

Fonte: Sankaku Complex

relacionados


Comentários