Meio Bit » Baú » Games » Vídeos com gameplay estariam prejudicando o That Dragon, Cancer

Vídeos com gameplay estariam prejudicando o That Dragon, Cancer

Criador do That Dragon, Cancer diz que vídeo com gameplay estão prejudicando as vendas do jogo e pede para que os youtubers não gravem sessões inteiras de jogatina.

28/03/2016 às 13:00

That-Dragon-Cancer

Desde 2013 eu venho acompanhando o desenvolvimento do That Dragon, Cancer, jogo que Ryan Green decidiu criar para contar um pouco da experiência que viveu ao ter seu filho diagnosticado com câncer e mesmo com o pequeno Joel tendo perdido a batalha contra a doença no ano seguinte, o título foi lançado em janeiro passado.

Isso permitiu que muitas pessoas conhecessem a tocante história do desenvolvedor e ele foi bastante elogiado por trazer um tema tão delicado para a mídia, mas nos últimos dias o estúdio de Ryan se viu no meio de uma polêmica. Alguns youtubers começaram a reclamar que os vídeos que publicaram com o gameplay do jogo estavam sendo marcados por infringirem direitos autorais e percebendo que a situação poderia fugir do controle, o game designer decidiu dar uma explicação.

Usando as músicas presentes nos vídeos para enviar as notificações, a Numinous Games alega que essa foi uma maneira de permitir que o compositor pudesse receber algo por sua contribuição para a produção e embora todos as reivindicações de propriedade intelectual feitas por eles já tenham sido retiradas, o estúdio aproveitou a oportunidade para pedir um favor a quem grava vídeos com sessões de jogatina.

Estamos pedindo para que vocês retornem o favor criando vídeos do tipo Let’s Play que não apenas reproduzam inteiramente nosso conteúdo com o mínimo de comentários, mas que ao invés disso use porções de nosso conteúdo como um contexto para compartilhar suas próprias histórias e que começar conversas com seus espectadores. Os encorajamos a fazer um link para o nosso site e a encorajar diretamente os espectadores a apoiar financeiramente nosso trabalho comprando o jogo ou doando um dólar ou dois para nosso estúdio caso eles acreditem que o que fizemos tem valor. Esse pequeno ato nos permitirá continuar trabalhando.

Por se tratar de um jogo curto, focado no enredo e sem muito replay, vídeos que mostram todo o That Dragon, Cancer certamente devem ter feito com que muitas pessoas desistissem de investir na sua compra e acredito que isso deve ter tido um tremendo impacto no desempenho comercial do título.

O curioso é que normalmente são os jogos independentes que mais se beneficiam desse tipo de propaganda, mas neste caso a coisa teria tido o efeito contrário e o caso ainda traz à tona novamente uma antiga discussão sobre até que ponto é justo um youtuber lucrar com transmissões de jogos.

De qualquer forma, Ryan Green admitiu que eles erraram ao notificar o Youtube sobre os vídeos, uma medida que certamente muitos consideraram bastante antipática, mas se a intenção era permitir que o compositor tivesse algum lucro, confesso que não me sentiria incomodado caso meu vídeo tivesse sido marcado.

relacionados


Comentários