Meio Bit » Baú » Internet » Wikia Search "mórreu": o modelo de esmolas funciona?

Wikia Search "mórreu": o modelo de esmolas funciona?

11/04/2009 às 1:25

Como muitos de vocês devem saber, o cacique da Wikipedia, Jimmy Wales resolveu desativar o Wikia Search:

A ideia era ter uma ferramenta de pesquisas que misturava contribuição comunitária com buscas automáticas para ter humanos aumentando a relevância dos termos pesquisados. O open source nesse caso foi elevado de status, sendo chamado de crowd source, ou seja, multidão.

Pouco mais de 1 ano depois, com um market share de 0,000079% ou para os matemáticos, 7,9 x 10-5
os esforços para destronar o Big Brother não deram certo. E colocaram a culpa em parte na conta da crise de crédito mundial.

Existem muitos modelos de negócios, mas confesso que ainda não entendi porque um projeto como esse ficou com falta de fundos. Orgulho? É claro que numa crise em que as cifras perdidas estão sendo contabilizadas em trilhões de dólares (1012), falta dinheiro para pesquisas e experiências com mídias e modelos sociais.

Mas durante o tempo de vacas gordas, que durou uns bons 6 ou 7 anos, a escolha da Wikimedia Foundation foi viver de donativos. E agora eles precisam de pelo menos 6 milhões de dólares por ano para manter a enciclopédia colaborativa, Wikipedia, viva. Entre outros projetos, é claro. Aí fica a pergunta: com o website estando listado na primeira página de praticamente todas as pesquisas do Google, o potencial comercial é obviamente gigantesco.

As igrejas normalmente vivem de dízimos e esmolas de seus fiéis. A Wikipedia adotou algo semelhante, mas poderia ter MUITO mais dinheiro e continuar investindo em projetos, pesquisa e até mesmo projetos educacionais gratuitos, transnacionais e em vários idiomas. Não seria hora de considerar alternativas?

Fonte: Wikipedia, IDG

relacionados


Comentários