Meio Bit » Baú » Demais assuntos » Apple restringindo a liberdade até dos supervilões

Apple restringindo a liberdade até dos supervilões

09/04/2009 às 16:35

Imagine a situação: Você está tranquilo, rascunhando os planos para amanhã à noite (Tentar Conquistar o Mundo, claro) ouvindo seu iPod e usando uma calculadora da Apple Store para determinar a quantidade exata de Antrax a dispersar no sistema de ventilação daquele asilo para velhinhos órfãos paraplégicos, quando na sua porta bate a mais terrível criatura a caminhar pela Face da Terra: Um advogado da Apple.

Seus planos são arrasados, o resto de seus dias é passado nos tribunais, defendendo-se de uma acusação verdadeira mas abusiva:

Como usuário da Apple Store ao aceitar a EULA, você se comprometeu a não utilizar os produtos da empresa para fins malignos.

Está aqui nos Termos de Uso, veja:

Você concorda ainda em não utilizar esses produtos para quaisquer fins
proibidos pela lei dos Estados Unidos, incluindo, entre outros, para o
desenvolvimento, projeto, fabricação ou produção de armas nucleares,
mísseis, armas químicas ou biológicas.

É um absurdo! Onde fica nossa autonomia enquanto indivíduos? Quem Steve Jobs pensa que é para dizer que eu não posso desenvolver armas bacteriológicas ou nucleares? EU não assinei nenhum tratado de não-proliferação.

Por outro lado, isso explica o fato do Bill Gates não deixar ninguém na casa dele usar iPods.

Fonte: Gizmodo

relacionados


Comentários