Meio Bit » Baú » Internet » E no Twitter, James Woods processa troll em US$ 10 milhões

E no Twitter, James Woods processa troll em US$ 10 milhões

Se a moda pega… ator recebeu autorização para processar usuário do Twitter que o chamou de viciado em cocaína

15/02/2016 às 13:32

trolls

Trolls são uma praga em qualquer rede social. Esforços vêm sendo realizados para filtrar seus comentários nocivos, jogos fazem de tudo para mantê-los longe de seus clientes mais rentáveis e comportados, e recentemente o Twitter lançou um Conselho de Segurança que entre outras coisas tentará colocá-los na linha, inibindo suas ações ao punir duramente quem passar do limite.

Enquanto tais recursos não entram no ar, lidar com os trolls é basicamente um trabalho pontual. Dependendo do alvo e dos envolvidos o caso pode ir desde retratação pública a processo, só que tudo é individual. Na maioria das vezes as pessoas alvejadas ignoram, o que é mais saudável.

Uma pessoa pública é obviamente um ímã maior de trolls do que as pessoas comuns. Aqueles que mantém contas no Twitter e que participam ativamente precisam lidar com o assédio e boca suja de muitos usuários querendo um tiquinho de atenção. A dica é sempre a mesma: não alimente os trolls, não dê atenção, deixe-os falando sozinhos. Só que nem todo mundo é calminho e da paz, e tendo os meios para descer a porrada nos trolls tais pessoas o farão. É o caso do ator James Woods.

james-woods

James Woods pronto para detonar os trolls

Woods foi recentemente atacado por um usuário chamado Abe List (a conta é protegida) que o chamou solenemente de “viciado em cocaína”. O ator, que não possui sangue de barata ficou possesso com razão, seu advogado defende que o usuário do Twitter “o difamou através de uma mensagem que foi repassada para centenas de milhares” dos seguidores de Woods, e por isso decidiram que tal ato não passaria em branco. O ator entrou com um pedido de processo contra o tuiteiro anônimo, que era até então protegido pela política de privacidade do Twitter.

Pois bem, o juiz da Corte Superior de Los Angeles Mel Recana deu razão a Woods, dando-lhe o direito de prosseguir com o processo. O ator exige não só a quebra do sigilo do Twitter como uma gorda indenização de US$ 10 milhões, uma quantia que duvido muito que Abe List tenha em seu cofrinho. E com a introdução do Conselho de Segurança é quase certo que o tal usuário será identificado.

Lá fora as pessoas estão divididas quanto ao caso; uns acham certo que Woods processe o troll, outros se apóiam na Primeira Emenda dos EUA e Abe lList teria o direito de dizer o que quiser. Concordo, ele pode até falar o que der na telha mas ao fazer isso, que arque com as consequências. Eu torço para que esse serzinho seja devidamente atomizado no processo e que sirva de exemplo para qualquer outro que ache que o Twitter continuará sendo a Casa de Irene daqui em diante.

Fonte: Hollywood Reporter.

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários