Meio Bit » Baú » Indústria » ZELL — “aonde vamos não precisamos de pistas”

ZELL — “aonde vamos não precisamos de pistas”

A Guerra Fria gerou um monte de problemas cabeludos para os engenheiros e projetistas. Talvez um dos mais esquisitos foi quando decidiram que aviões precisavam decolar… sem pista. O pior: eles resolveram esse também…

06/02/2016 às 20:33

F104

Esse bicho aí de cima é um F104 Starfighter, longe de ser um dos aviões mais bem-sucedidos do mundo mas era rápido, bem rápido. Não para combater, mas para carregar aquele negócio branco e amarelo. É uma bomba nuclear B43, 2.000 delas foram construídas. Pode ser configurada para explodir com potência de 300 quilotons (kt) a 1 megaton (Mt). Mas isso não é o interessante.

Aquele negócio debaixo do avião, que parece um foguete é exatamente isso. Faz parte de um projeto chamado ZELL, de zero-length launch, e por um tempo foi a idéia preferida de todo mundo.

O cenário era que em caso de guerra quente alvos como aeroportos e bases aéreas seriam destruídos, instalações estratégicas ficariam desprotegidas. Era preciso uma forma de manter caças de prontidão sem depender de bases aéreas. Bem, um caça decola em menos de 100 metros em um porta-aviões, será que conseguiriam reduzir isso a… zero?

Com propulsão suficiente até um tijolo consegue voar, então o segredo era acelerar o avião até a velocidade mínima de sustentação, sem matar o piloto, de preferência. Depois de muitos testes descobriram que foguetes funcionariam excepcionalmente bem:

1280px-F-100_zero-length-launch_trial

Não se sabe quem teve a idéia primeiro: o consenso é que foi simultâneo, não espionagem, mas tanto russos quanto americanos experimentaram por um bom tempo antes de desistir do ZELL. Os motivos? Logística.

É muito legal, muito GI Joe abrir portões secretos e lançar caças do meio da cidade, mas na prática isso significa equipes de manutenção espalhadas e replicadas, custo de ferramental, manutenção dos sistemas específicos, como o foguete e os controles e segurança, uma coisa é manter armas nucleares em uma base aérea, outra é em um galpãozinho secreto no meio da cidade.

Aqui alguns dos testes. Não se assuste no primeiro lançamento, foi feito sem piloto.


spottydog4477 — F 84 Thunderjet zero-launch variant

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários