Meio Bit » Baú » Games » Museus do videogame do Brasil e de Portugal anunciam parceria

Museus do videogame do Brasil e de Portugal anunciam parceria

Museus dedicados a videogames no Brasil e em Portugal anunciam parceria, o que permitirá o compartilhamento de acervos e exposições conjuntas.

26/01/2016 às 8:45

Museu-Itinerante

Quem acompanha o MeioBit já deve ter percebido a minha admiração pela história dos jogos eletrônicos e lido por diversas vezes a minha defesa de que tantos as empresas quanto os apaixonados pelos games deveriam fazer o possível para tentar manter vivo o passado da mídia.

Por tudo isso eu não poderia deixar de comentar sobre a bela parceria entre o Museu do Videogame Itinerante, o primeiro museu do gênero reconhecido pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), e o Nostálgica, primeiro museu do videogame de Portugal. Devido a essa aproximação ambas as iniciativas sairão ganhando, mais o que é ainda mais importante, nós sairemos ganhando.

Isso porque além do intercâmbio de itens entre as duas organizações, as exposições passarão a ser integradas, permitindo assim que possamos conhecer melhor a maneira como os games evoluíram de maneira distinta em ambos os países, mas de qualquer forma conquistando fãs tanto lá quanto cá.

nostalgica

"Eu e Cleidson Lima, criador do Museu do Videogame Itinerante do Brasil, tivemos histórias parecidas,” explicou Mário Tavares, criador do Nostálgica. “Comecei a colecionar videogames, computadores e outros itens tecnológicos em 1998 e, de lá para lá, sempre lutei para criar o museu do videogame em Portugal com muita dificuldade. Agora está na hora fazermos um intercâmbio de nossos acervos para que os amantes dos videogames tenham a oportunidade de conhecer a história nos dois continentes."

Sobre o acervo dos museus, aquele situado no Brasil — e que como o próprio nome sugere, não possui uma sede fixa — conta hoje com 270 consoles de todas as gerações e um dos detalhes mais interessantes é que os visitantes podem jogar em alguns dos aparelhos que marcaram época, como o Mega Drive, Odyssey, 3DO e Atari 2600. Já em relação ao Nostálgica (adorei esse nome!) são 200 consoles, 1.200 jogos e mais de 1.500 itens que vão desde computadores até gravadores de áudio.

Até por ser uma mídia de difícil acesso e tão pouco preservada, acredito que iniciativas como a desses museus devem ser prestigiadas e amplamente divulgadas. Então, caso queira conhecer mais detalhes sobre elas e saber por exemplo o calendário de exposições do Museu do Videogame Itinerante, recomendo visitar o site oficial. O do Nostálgica por sua vez pode ser visto aqui.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários