Meio Bit » Baú » Games » Electronic Arts e a tentativa de limpar sua imagem

Electronic Arts e a tentativa de limpar sua imagem

CEO da EA diz que a empresa não é uma “besta corporativa” e últimas atitudes da editora ajudam a reforçar a declaração.

22/01/2016 às 10:01

ea-games

Durante muitos anos a EA foi apontada por boa parte dos jogadores como a pior empresa da indústria de games, o diabo em forma de editora, o Calypso dos jogos eletrônicos! Embora essa imagem ainda pareça longe de ter mudado, nos últimos anos a empresa tem feito o possível para se desvencilhar dela e durante um evento de tecnologia realizado recentemente no Canadá, Andrew Wilson falou sobre o assunto.

Se você entende o negócio de videogames, a EA — a marca é esta besta corporativa que quer apenas tirar dinheiro das pessoas enquanto jogam nossos games,” declarou o CEO da companhia. “Na verdade não é isso o que estamos tentando fazer.

Fundada em 1982, o interessante é que a Electronic Arts começou como uma desenvolvedora independente que tinha como objetivo justamente mostrar os games como uma forma de arte, o que pode ser visto até no seu nome, mas com o passar do tempo ela foi adquirindo estúdios menores, descaracterizando suas criações e adquirindo uma péssima reputação entre os jogadores.

Percebendo o quão danoso isso estava se tornando, de uns anos para cá os executivos da EA deram início a um processo para reverter essa situação, o que pode ser visto principalmente no adiamento de várias grandes produções como o Battlefield Hardline e Dragon Age Inquisition, mas também no fim da anualização de algumas franquias, como por exemplo a Need for Speed.

Além disso, a editora também tem dado uma maior liberdade para que seu funcionários desenvolvam projetos menores e mais artísticos, o que poderá ser visto em breve quando o promissor Unravel for lançado, mas será que tudo isso será suficiente para que tantos anos de equívoco sejam esquecidos?

Para ser sincero, eu nunca consegui sentir pela EA o ódio que muitos adoram vociferar pela internet, talvez pelo carinho que aprendi a por uma companhia que nos deu vários ótimos títulos durante a década de 90, como FIFA, Desert Strike, Road Rash, SimCity, Wing Commander e Populous, mas se tantos erros farão com que ela se torne melhor, quem sou eu para reclamar?

Fonte: Vancouver 24 hrs.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários