Meio Bit » Baú » Fotografia » Milhões de câmeras

Milhões de câmeras

30/03/2009 às 22:50

Quando eu era adolescente, existiam muitas famílias que nem possuíam câmeras fotográficas. E boa parte dos que possuíam o equipamento doméstico, uma compacta, eram câmeras de baixa qualidade, com lente de plástico, compradas no Paraguai e revendidas por camelôs. Hoje, câmeras de baixa qualidade continuam sendo fabricadas e vendidas, até mesmo pela televisão, mas uma coisa mudou em relação àquela época. Equipamentos fotográficos estão muito mais difundidos pela sociedade do que 15 anos atrás. Antes, uma família tinha apenas uma câmera em casa. Agora, não é raro que cada membro da família possua sua câmera.

É mais ou menos isso que mostra o relatório anual da CIPA (Camera & Imaging Products Association), para o ano de 2008. A entidade, que é sediada no Japão e é formada por vários dos grandes fabricantes de câmeras e acessórios fotográficos, tem por objetivo fornecer um quadro geral do consumo dos produtos fotográficos para que a indústria possa trabalhar de maneira adequada o direcionamento dos seus produtos. Segundo o relatório, o ano de 2008 alcançou a marca de 116 milhões de câmeras produzidas, sendo que, dessas, 106 milhões são câmeras compactas e 10 milhões de SLR.

Outro dado significativo, e que pode parecer meio estranho, é que desse total de câmeras, apenas 21,3 milhões foram de câmeras com definição acima de 8 megapixels, e 94,7 milhões de câmeras com definição abaixo de 8 megapixels. Através dos dados também ficamos sabendo que o continente norte americano é o local onde mais circulam câmeras. São 38,8 milhões de câmeras contra 37,8 milhões da Europa, 19,8 milhões na Ásia e 11,1 milhões no Japão. A América do Sul se encontra junto com a América Central, Oceania e África, classificados como Outras Áreas, com um total de 12 milhões de câmeras.

Se o ritmo das coisas se mantiver nesse ano e a crise econômica realmente afetar o mercado fotográfico como todos os analistas estão projetando, o próximo relatório da CIPA vai ser menos animador do que esse, mas o ano ainda não acabou e temos muito chão pela frente.

fonte: Revista Photos e Imagens

relacionados


Comentários