Meio Bit » Baú » Demais assuntos » CEO da GameStop elogia linha de jogos do PlayStation VR

CEO da GameStop elogia linha de jogos do PlayStation VR

Na opinião do CEO da rede GameStop, os jogos que serão oferecidos no lançamento do PlayStation VR poderá fazer a diferença a favor do HMD da Sony.

15/01/2016 às 13:00

playstation-vr

A guerra entre os dispositivos de realidade virtual ainda está dando seus primeiros passos e embora o fundador da Oculus VR defenda que a qualidade do seu produto será bem superior a do PlayStation VR, o CEO da rede de lojas GameStop acredita que o HMD da Sony contará com algo que deverá fazer a diferença: sua linha inicial de jogos.

A declaração foi feita por Paul Raines durante a ICR Conference 2016, onde ele afirmou ainda que a realidade virtual será muito importante para os varejistas e numa época em que os jogadores passam a investir cada vez mais na aquisição digital de games, não é de se estranhar que as lojas estejam tão interessadas na tecnologia.

A coisa mais importante será a quantidade de títulos no lançamento. Acho que será grande e pelo o que pudemos ver até este ponto, a Sony parece ter a quantia mais forte,” disse o executivo.

Ainda segundo Raines, a variedade de acessórios que serão oferecidos para aparelhos como o Oculu Rift, o PlayStation VR e o HTC Vive é algo que deverá ajudar muito a aumentar o faturamento das lojas, que desde já aposta na venda de luvas, controles com sensores de movimentos e todo tipo de quinquilharia, que é claro, só terão saída se se tais HMDs forem bem aceitos pelo público.

Quanto aos jogos que estão sendo criados para tais aparelhos, a opinião de Raines parece ser compartilhada por Sherif Saed, do site VG247, que disse acreditar que o maior problema do Rift nem está no seu preço, mas na falta de títulos que possamos considerar como obrigatórios, games que nos fariam investir no dispositivo nem que fosse para jogar apenas eles.

O jornalista cita como exemplo o lançamento de alguns jogos que levaram muitas pessoas a trocarem de placa de vídeo ou outros componentes do PC e que o mesmo não pode ser dito da realidade virtual. Embora concorde com ele, acho que isso pode mudar de uma hora para outra, mas com o Oculus Rift estando em desenvolvimento há tanto tempo e com o seu lançamento cada vez mais próximo, será que esse tal “jogo obrigatório” já não deveria ter sido anunciado?

Pois que venham as cenas dos próximos capítulos…

Fonte: GamesIndustry.

relacionados


Comentários