Meio Bit » Baú » Games » Activision deverá adquirir maior parte da MLG

Activision deverá adquirir maior parte da MLG

Supostos documentos indicam que a Activision Blizzard está prestes a se tornar sócia majoritária da Major League Gaming e fãs dos eSports já se perguntam se isso será um bom negócio.

04/01/2016 às 8:30

mlg

No ano passado vimos a Actvision Blizzard investir pesado nos eSports, quando anunciou a criação de um campeonato mundial de Call of Duty e contratou um ex-CEO da ESPN para comandar sua recém criada divisão da modalidade. Porém, algo ainda maior estava sendo orquestrado e já nos primeiros dias de 2016 ficamos sabendo do que se tratava.

Graças a um acordo estipulado em US$ 46 milhões, a editora deverá fechar em breve a aquisição da maior parte das ações da Major League Gaming, principal liga de esportes eletrônicos do planeta e uma das maiores responsáveis por transformar os campeonatos de videogames num fenômeno capaz de atrair a atenção de milhões de pessoas.

Sem que nenhum dos envolvidos tenha confirmado a transação, o que os documentos descobertos pelo site eSports Observer apontam é que o restante das ações ficarão sob o controle de uma empresa comandada por Greg Chisholm, atual diretor financeiro da liga e que deverá assumir o cargo de CEO hoje ocupado por Sundance DiGiovanni, um dos fundadores e que deixará a empresa.

Uma informação importante sobre a MLG é que há algum tempo sua estrutura vinha ruindo, com o outro fundador, Mike Sepso, tendo a deixado em agosto passado e segundo as informações presentes nos documentos publicados, a Activision ainda assumirá as dívidas da empresa, sendo que nem todos os acionistas receberão algum dinheiro após a conclusão da venda.

Fundada em 2002, a Major League Gaming sempre tentou fazer com que os eSports fossem o mais parecido possível com os esportes tradicionais, o que os levou a criar uma plataforma de transmissão em 2013 e no ano seguinte até anunciar a inauguração de um ginásio. A pergunta que muitos devem estar se fazendo agora é: com a iminente confirmação do negócio, será que os novos proprietários darão continuidade à esta política?

Bom, o fato é que dinheiro não deverá faltar para a MLG e confesso estar curioso para ver como uma gigante como a Actvision Blizzard lidará com campeonatos de jogos que são concorrentes direitos no campo de eSports, como o Counter-Strike: Global Offensive e Halo.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários