Meio Bit » Baú » Games » Relembrando: Fear Effect

Relembrando: Fear Effect

23/03/2009 às 11:43

Assim como aconteceu com os quadrinhos, os videogames também tiveram que se desgarrar da imagem de que apenas crianças gostavam deles. Mesmo havendo algumas pessoas que acreditam que tanto uma coisa quanto outra são meros passatempos para um público infanto-juvenil, algumas obras colaboraram para que esse estigma aos poucos seja apagado e Fear Effect, o jogo da seção Relembrando de hoje é um deles.

dori_fea_03.09

Desenvolvido pela pouco conhecida Kronos Digital Entertainment e publicado pela Eidos, o se passava numa China futurística e nele conhecemos a história de três foras-da-lei, Hana, Glas e Deke. O grupo precisa resgatar a filha de um milionário e poderíamos dizer que o game se trata de uma espécie de Blade Runner misturado com mitologia chinesa. Embora pareça bastante simples, o enredo do jogo era muito bom e repleto de reviravoltas. Era comum nos pegarmos querendo parar de jogar, mas não conseguindo porque tínhamos que saber o que estava para acontecer.

Apesar de não contar com um sincronismo labial dos melhores, o jogo possuía gráficos belíssimos, usando um filtro que deixava a aparência parecida com o efeito de cel-shading. O visual muito impressionante, principalmente para a época e isso fez com que o jogo utilizasse quatro CDs. A sensação passada era de estarmos jogando um desenho animado.

Fear Effect tinha uma jogabilidade muito parecida com a dos survival horrors e tínhamos que resolver quebra-cabeças, matar inimigos e lutar contra os controles “duros” presente durante toda a aventura. Um detalhe interessante é que os personagens contavam com uma barra de medo que aumentava conforme passávamos por situações perigosas ou éramos atingidos. Por outro lado, para diminuir essa barra, bastava realizar algumas ações, como resolver puzzles.

Esse é sem duvida um daqueles bons jogos que acabaram sendo esquecidos com o passar dos anos. Mesmo tendo recebido uma sequência (na verdade um prequel), acho que os fãs mereciam, senão um novo jogo, ao menos um remake para a alta definição dos consoles atuais. Há alguns anos especula-se que um filme baseado na franquia será feito, mas por enquanto nada. O pior é que o nome do “mestre” Uwe Boll foi ligado ao projeto.

relacionados


Comentários