Meio Bit » Arquivos » Hardware » LG realiza dança das cadeiras após fiasco no mercado mobile

LG realiza dança das cadeiras após fiasco no mercado mobile

Comando da LG muda completamente para agilizar setores-chave; fraco desempenho do setor mobile em 2015 é um dos principais motivos para a mudança

27/11/2015 às 9:41

lg-girls-genration

Sim, o LG Cooky é velho; só usei como desculpa para colocar outra imagem do Girls' Generation

A divisão móvel da LG não teve um bom resultado neste ano. O G Flex 2 não agradou (principalmente por ser equipado com o Snapdragon 810), o G4, seu top do ano teve sucesso apenas parcial e o V10, um smartphone super premium com duas telas teve vendas bem abaixo do esperado.

Some-se a isso o fiasco recente com o Urbane LTE 2nd Edition, o smartwatch que foi retirado do mercado e posteriormente cancelado com menos de um mês de vida e o lucro pífio do setor para a companhia tomar a decisão de mudar mudo no comando da companhia, afetando inclusive outros setores para dar mais autonomia a divisões importantes.

A bem da verdade a LG não está ruim na foto. Em 2015 as divisões de componentes e entretenimento tiveram ótimos resultados, os negócios com fabricantes terceiros, principalmente nas vendas de displays foram muito bons (a Apple é um cliente fiel). O mesmo pode-se dizer das vendas de TVs e outros eletroeletrônicos. Assim a LG pretende se focar em divisões que dão lucro e para isso reestruturou todo o seu quadro executivo, a fim de dar mais mobilidade a departamentos neglicenciados que carecem de liberdade na hora de fechar negócios, com o intuito de obviamente aumentar os lucros da empresa sul-coreana.

Outras mudanças: o diretor de negócios da divisão de energia Lee Sang-bong assume o setor de B2B, Wayne Park passa a ser VP executivo da LG na Pior Coreia e Europa e Brian Na fica a a cargo do marketing global.

Com isso a LG espera que os setores passem a ser mais ágeis e deixem de depender do alto escalão para tomada de decisões, diminuindo a burocracia e se focando naquilo que dá mais retorno. Resta saber se com isso a companhia possa voltar a ter bons resultados no setor mobile em 2016.

Fonte: LG.

relacionados


Comentários