Meio Bit » Baú » Ciência » Campinas copia Top Gear e viola Leis da Física

Campinas copia Top Gear e viola Leis da Física

A cidade de Campinas estaria testando ônibus elétrico “totalmente movido à bateria”, segundo a Folha. Clique e veja onde está o erro.

27/11/2015 às 19:09

ithrust

É comum repetir-se a frase que Charles DeGaulle nunca disse, que o Brasil não é um país sério. Eu discordo, o que mais o Brasil é, é sério, no sentido que repetimos diariamente “sério, Brasil?”

O exemplo facepalm do dia vem nesta reportagem especialmente mal-feita da Folha de São Paulo. A matéria fala que a Prefeitura de Campinas está testando algo revolucionário: ônibus elétricos. Você sabe, igual a esta tecnologia de ficção científica:

trolleybus

Ou esta:

HP-JRW-STREETCAR-1.0

Propulsão elétrica não é novidade nenhuma, e é uma excelente opção para transporte coletivo urbano, por ser silencioso e não-poluente. A alternativa que Campinas está testando em essência é um ônibus 100% elétrico (em teoria), mas como isto é Brasil, você sabe que nada é simples.

A Folha, demonstrando seu total desconhecimento das Leis da Física, na reportagem há pérolas como:

São elas [as baterias] que fornecem força para o sistema de tração. Não há motor.”

Isso mesmo, segundo a Folha o ônibus não tem motor. Isso explicaria as reclamações dos passageiros, que dizem ser o tal coletivo mais lento, menos ágil que os convencionais.

Não acredite, #FolhaMente, o ônibus tem motor sim, uma incrível e sensacional tecnologia, que vai além dos mais desvairados sonhos dos jornalistas: um MOTOR ELÉTRICO.

Com autonomia de 250 km e toneladas de bateria, sobra menos espaço para passageiros, e como aqui povo é tratado como gado, claro que não há ar-condicionado, mas essa nem é a cereja do bolo.

Todo o papo de emissão zero, ecologia, salve as foquinhas? Pois bem. Alguns anos atrás os retardados do Top Gear resolveram construir um carro elétrico, que ficou com autonomia muito pequena. A solução? Enfiaram um gerador na traseira, espetaram uma chaminé e sem querer criaram um híbrido.

Os ônibus elétricos de Campinas vão quase pelo mesmo caminho. O projeto ecologicamente correto?

Hoje, as baterias são recarregadas pela energia de um gerador a diesel.”

Isso mesmo. Os caras gastaram uma baba comprando ônibus elétricos da China, vendem o peixe de ecologicamente correto e carregam as desgraças… com um gerador a diesel.

O Top Gear tem como slogan “Ambicioso, mas lixo”. O Brasil, nem isso.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários