Meio Bit » Baú » Games » Mais proibição de jogos

Mais proibição de jogos

12/03/2009 às 22:21

Essa notícia é pra deixar o leitor do Meio Bit Games louco de raiva com esse que vos escreve. Acredito que todos viram o jovem alemão que após matar 15 pessoas, apontou a arma para sua cabeça e deu fim a uma vida inútil. Depois de vários jornais ligarem o ato violento ao costume dele de jogar Counter Strike que o rapaz mantinha, vários políticos europeus demonstraram seus desejos de que os jogos violentos sejam banidos do velho continente.

GERMANY-SCHOOL/DEATHS De acordo com o presidente da fundação alemã contra o crime, “deveria ocorrer um banimento total de jogos violentos.” O Ministro do Interior da Bavária seguiu o mesmo caminho e pediu a proibição de “jogos de assassinatos.” Já o Parlamento Europeu pegou um pouco mais leve, dizendo que “deveria existir uma estratégia comum à toda a União Européia para que sejam feitas sanções severas as lojas que vendem jogos violentos para menores de idade, assim como cyber cafes que permitam que crianças joguem games que não sejam indicados para suas idades.”

Mais uma vez entraremos no assunto da censura e se jogos assim devem ou não ser proibidos. Vou dar minha opinião sobre o assunto, portanto, preparem suas foices e tochas. Volto à minha posição antiga, onde achava que esses games não deveriam ser retirados das prateleiras. Penso assim porque acredito que por mais sangue que exista num jogo, não concordo que eles possam influenciar alguém a cometer uma série de assassinatos como essa, mas aceito a opinião de pessoas que se sintam ofendidos com o tema. Veja bem, acho plausível alguém querer que algo não seja comercializado porque o incomoda, mas não concordo com o argumento de que isso possa levar uma pessoa a repetir na vida real o que viu num livro, filme ou jogo. Quanto a proibir a venda para menores, sou a favor e acho a medida justa, como já falei antes.

[via Destructoid]

relacionados


Comentários