Meio Bit » Baú » Games » O dia seguinte

O dia seguinte

10/03/2009 às 10:22

Embora eu tenho começado a jogar o Fallout 3 há poucos dias e tendo feito pouca coisa no jogo, gostaria de falar um pouco sobre o que achei dessa fantástica obra de arte. Para começar, gostaria de lhe situar no enredo do jogo, mesmo que superficialmente.

Fallout 3 se passa no ano de 2277, 200 anos pós o “mundo acabar” devido a uma guerra nuclear. A humanidade foi praticamente extinta e os outros animais que sobreviveram foram terrivelmente afetados pela radiação. Quando os ataques estavam perto de acontecer, alguns grupos se refugiaram nas montanhas e criaram abrigos chamados de Vault. O jogo começará com você nascendo em uma desses abrigos e viverá nele até os 19 anos, antes que algo aconteça e te obrigue a fugir da segurança (e tirania) do local e cai no que restou da antiga Washington, capital dos Estados Unidos.

Desde criança eu sempre fui muito vidrado nessas histórias pós-apocalípticas e por isso não via a hora de por as mão no game. No início, sua permanência na Vault 101 serve como um tutorial e acho até que muitos jogadores não irão gostar muito do jogo nessa parte, correndo inclusive o risco de largar o game prematuramente. Após sua saída do abrigo é que as coisas começam realmente a ficar interessantes.

dori_fall_10.03.09_02

Para começar, pense que você é uma pessoa que viveu toda a vida dentro de um buraco. Se você conseguir entrar na pele do personagem, a idéia do mito da caverna de Platão virá a tona logo que a porta de segurança for aberta. Sem nunca ter visto a luz do Sol, seus olhos demorarão para se adaptar a tanta claridade e quando ela passar, você verá uma das imagens mais assustadoras que um videogame já proporcionou. O mundo está completamente devastado. Pontes, árvores, estradas, prédios, tudo está em ruínas e você começa a perceber que talvez não tenha sido uma boa idéia fugir do seu querido abrigo.

Após andar um pouco pelo lugar e chegar até uma pequena vila próximo a Vault 101, eu tive noção da brutalidade mostrada em Fallout 3. O lugar, também completamente destruído, possui, além de algumas casa, um parque de diversões e uma escola que abriga algumas pessoas nada amistosas e os corpos de suas vítimas pendurados pelas paredes do ambiente. Tudo isso embalado por música da melhor qualidade vinda diretamente de 1950. Admito que a imagem daquele parquinho ainda está na minha cabeça e isso mostra que para nos chocar, as vezes uma cena não precisa ter sangue ou vísceras por toda parte.

Algo que não demorei para perceber é que aqui nós realmente tememos a morte. Talvez pela imersão extraordinária, talvez pela simples falta de munição e/ou repositórios de energia, o fato é que cada vez que me aproximo de uma construção, eu vasculho toda a proximidade do lugar e olho cada canto dentro dos prédios. Isso porque mesmo sabendo que ali deverá ter algo de valor, os meus inimigos também sabem disso e a chance de sair vivo dali é muito pequena. Lembre-se, após o fim do mundo, alguns itens como comida e armas podem valer muito mais do que o dinheiro.

dori_fall_10.03.09 O que quero dizer, é que além de uma mecânica solida e muito conteúdo, Fallout 3 brilha (e principalmente impressiona) na tarefa de nos mostrar como seria viver em um planeta onde a noção de sociedade como conhecemos hoje não existe mais. Em Wasteland, o que manda é a lei dos mais fortes e dizer que o jogo nos incentiva a escolher entre o bem e o mal é simplificar demais a proposta do jogo. Lembre-se que a noção de certo ou errado é algo muito relativo e talvez (apenas talvez) comer a carne de outro ser humano para sobreviver não seja algo tão absurdo assim.

Enfim, algumas pessoas tem me perguntado ultimamente se vale a pena jogar o Fallout 3 ou tudo não passa de hype. Como disse antes, avaliar um jogo é algo complicado, mas na minha opinião, se você tiver que ter apenas um jogo para Xbox 360, PS3 ou PC, aconselho pegar a aventura pós-apocalíptica da Bethesda. Além de ter uma ambientação impecável, o jogo poderá te entreter durante meses, talvez até anos.

Curiosidade: Fallout é o nome dado ao resíduo de radiação que continua “caindo” na atmosfera mesmo muito tempo depois de uma explosão atômica.

relacionados


Comentários