Meio Bit » Baú » Miscelâneas » Teria o ISIS derrubado o vôo #7K9268 da Rússia? Melhor não.

Teria o ISIS derrubado o vôo #7K9268 da Rússia? Melhor não.

Teria o ISIS derrubado o vôo #7K9268 da Rússia? Há vários canais dos terroristas afirmando isso. Se for verdade significa duas coisas: 1 — o ISIS não estudou história o suficiente para saber que não deve se meter com os russos e 2 — Obama está pegando a pipoca e se preparando pra assistir o show.

31/10/2015 às 21:47

_86428768_8bde42fa-8b1f-4816-b1ee-7264780b2ee6

Hoje cedo o mundo que dorme acordou com a notícia que um Airbus A321 de uma empresa russa havia caído no Egito. O vôo 7K9268 havia decolado de Sharm el-Sheikh para Leningrado, quando na altura do Monte Sinai sofreu uma perda súbita de velocidade e altitude, o que é um excelente eufemismo para cair como uma pedra.

Todos os 221 passageiros e 7 tripulantes morreram. Todos menos 5 eram russos. 17 crianças.

A região era de conflito, com um grupo de rebeldes pró-ISIS causando problema, e agora sai a informação que o ISIS teria dito que o acidente foi um atentado. Não há confirmação, mas se for verdade será um excelente momento de aprendizado. Eles aprenderão aquela velha lição: Os que se esquecem da História estão condenados a repeti-la. A palavra-chave aqui é “condenados”.

RT — First video from 7K9268 A321 crash site in Sinai

A História no caso aconteceu em 1985. O Terrorismo Islâmico estava na moda, o Oriente Médio pegando fogo e Rússia e EUA disputando quem tinha o maior bilau, através de guerras de proximidade. Nada como hoje, nada.

No Líbano quatro diplomatas soviéticos foram sequestrados por um grupo radical islâmico chamado Organização de Libertação Islâmica, afiliados ao Hezbollah e à Irmandade Muçulmana. Como era de costume os russos tentaram negociar. Até os EUA com aquele papinho “não negociamos com terroristas” negociam, não custa ser razoável.

CSrZT6zVAAA2mso

Os terroristas queriam que a União Soviética intercedesse em alguma briga local, forçando militantes pró-alguma coisa a parar de atacar outros militantes pró-outra coisa. Só que os caras eram amadores. Nem dois dias depois do sequestro o corpo de Arkady Katov, um secretário consular de 30 anos apareceu em uma lixeira, com um tiro na cabeça.

Big Mistake.

Os soviéticos viram que não dava pra conversar, então usaram o que tinham de melhor, aquilo que a franga do Snowden tem tanto medinho: espionagem. A KGB era, ao menos na opinião da CIA, a melhor agência de espionagem do mundo. Acionando sua rede de contatos, identificaram os terroristas, seus associados e os grupos que os apoiavam, como o Hezbollah.

O próximo passo foi localizar as famílias dos terroristas e apoiadores. Com esses dados Moscow despachou o Grupo Alfa, uma unidade especial das forças especiais, um grupo punk nível Seal Team 6.

Neste ponto é bom lembrar que os soviéticos, dado seu histórico de invasões não tem muita paciência com hippies defensores de direitos humanos, abordagens carinhosas e sociólogos em geral.

Vários parentes dos terroristas foram sequestrados pelo Grupo Alfa, em seguida mortos e desmembrados (não necessariamente nessa ordem). Um deles foi castrado e o membro do parente foi enviado para o parente membro do grupo terrorista.

Os 3 reféns remanescentes foram libertados e por 20 anos não houve qualquer atentado contra interesses soviéticos.

Isso foi em 1985, quando a União Soviética era comandada pelo Gorbachev, que era uma moça. Tão gente boa que em 1997 fez um comercial pra Pizza Hut. O ISIS acha mesmo que vai se safar comprando briga com este sujeito, que aliás é ex-diretor da KGB?

Putin-gun-610x400

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários