Meio Bit » Baú » Indústria » Rumor: LG e Intel se unem para criar seus próprios SoCs

Rumor: LG e Intel se unem para criar seus próprios SoCs

Independência: LG pode ter se unido à Intel a fim de desenvolver sua própria linha de processadores mobile, visando depender menos de terceiros

26/10/2015 às 13:30

lg-intel

A LG e Samsung são experts no que diz respeito à produção de componentes de dispositivos mobile. Elas não só equipam seus próprios aparelhos com seus produtos como patenteiam seus avanços, vendendo-os para quem está disposto a pagar.

A LG também é uma grande vendedora de display mobile, mas ela fica atrás de sua rival em um quesito: ela não possui expertise em SoCs. Em 2014 ela prometeu que lançaria uma linha própria de processadores mobile apenas para o resultado, a linha Nuclun ser considerada um verdadeiro fiasco: o G3 Screen, primeiro aparelho equipado com um processador da casa sofria com superaquecimento e baixo desempenho.

A LG prometeu que lançaria uma nova versão do Nuclun revista e ampliada, mas agora novos rumores apontam que um jogador mais experiente pode ter entrado na brincadeira a fim de mostrar como se faz: a Intel.

A informação é de que a LG teria fechado uma parceria com a Intel de modo a juntas criarem uma nova linha de processadores para dispositivos móveis, utilizando a arquitetura de 14 nanômetros para tal. As discussões sobre o acordo estariam rolando desde o início de 2015 e só agora as duas partes teriam chegado a um consenso.

Não se sabe se o acordo diz respeito ao tal Nuclun 2.0 ou se seria uma nova linha completamente à parte; eu acreditaria mais na segunda possibilidade, a LG poderia manter um time separado trabalhando com sua linha proprietária e eventualmente absorver a experiência da Intel para projetos futuros. Claro, tudo não passa de rumores, não se sabe se isso irá realmente acontecer.

Particularmente eu penso que a LG tem capacidade de produzir seus próprios chips, mas meteu os pés pelas mãos em sua primeira tentativa. Só que isso não significa que ela deveria desistir: tanto o Nuclun quanto a suposta parceria com a Intel representam um passo na direção da independência de terceiros como Qualcomm e MediaTek, o que representaria economia na hora de montar seus aparelhos e claro, a possibilidade de lucrar vendendo seus produtos a outros. É bem possível que o que aconteceu com o Snapdragon 810 tenha estimulado os coreanos a se moverem nesse sentido.

Se veremos smartphones da LG com SoCs próprios, ainda é cedo para dizer. Mas essa é uma possibilidade que a companhia não deveria deixar passar.

Fonte: The Korea Economic Daily.

Leia mais sobre: , , , , , , .

relacionados


Comentários