Meio Bit » Baú » Internet » Libéria, Banda Larga e Pornografia

Libéria, Banda Larga e Pornografia

03/03/2009 às 17:17

Existem empresas que precisam estar em lugares remotos, como a Libéria. Agora imagine que para você ter um link de internet via satélite, você não apenas precisa ter uma torre, mas precisa de guardas armados, 24 horas por dia. Lá eles roubam não apenas o equipamento, mas também a torre, já que o aço também é valioso por aquelas bandas.

Mas veja a situação: homens, do meio da selva, sem fêmeas humanas por perto e sem muito o que fazer de noite e com um link banda larga disponível. É claro que eles usam para coisas produtivas como jogar World of Warcraft e baixar dezenas de filmes, digamos, educativos.

O problema é que os custos estavam extrapolando o razoável e o gerente de TI teve uma idéia brilhante: comprou um servidor, montou um mega ftp recheado com centenas de filmes pornô e bloqueou o acesso ao conteúdo de educação sexual. Detalhe é que ele usou o dinheiro da empresa para montar o servidor com o objetivo de economizar no uso da banda larga fora de controle.

Claro que ele poderia dar a ordem de bloquear totalmente os downloads e causar uma revolta e acabar sendo entregue aos leões… literalmente.

O resultado é que a empresa passou a economizar 5 mil dólares por mês em banda larga. Porque não existem mais gerentes de TI assim?

Fonte: Amigo do Bicalho que prefere manter segredo.

relacionados


Comentários