Meio Bit » Baú » Hardware » Hackeando um Tesla (no bom sentido)

Hackeando um Tesla (no bom sentido)

Qual a graça de ter um carro se você não pode escrever softwares pra ele? Por isso um sujeito resolveu usar um daqueles botões de automatização da Amazon e criar um programa para ligar o ar-condicionado e regular a temperatura do carro, pra já sair de casa devidamente climatizado.

28/09/2015 às 21:20

tesla-dash-620u

Nossos carros já são inteligentes, possuem uma capacidade tão significativa que você não vê um Porsche 918 ou um Audi comentando em posts do G1, mas assim como quase tudo, os carros inteligentes não se falam. A inteligência é local, mas isso está mudando.

A Tesla não só tem carros altamente conectados como tem uma API inteira para interação com apps de terceiros. Isso mesmo, você pode escrever um programa para interagir com seu carro, rodando no celular ou no relógio.

Foi o que fez Michael Donelly. Ele escreveu um programa usando aqueles botões da Amazon para quando acionado ativar o ar-condicionado do Tesla, reduzir a temperatura até um nível específico e então dar um toque na buzina.

É um pequeno conforto pra quando ele sai de casa e não quer esperar até o ar resfriar o carro, prefere ficar no sofá vendo Oprah até o bicho estar no ponto.

Michael Donnelly — Amazon dash button automation silliness.

Pra galera da antiga isso é meio bruxaria, não deveria ser possível programar algo pra falar com um carro, mas é, há inclusive APIs não-oficiais obtidas via engenharia reversa, que produzem soluções como o Visible Tesla:

02_Overview_Tab

Claro que há uma tênue linha entre exercitar o mais elevado espírito hacker, fuçando e desvendando os recursos de seu carro, e ser um espírito de porco e brickar um brinquedo de US$ 100 mil, mas é muito legal ver que os Verdadeiros Fuçadores nunca se acomodaram.

relacionados


Comentários