Meio Bit » Arquivos » Demais assuntos » Os inúteis wallpapers

Os inúteis wallpapers

21/02/2009 às 18:11

Quando no final de 2003 a Sony lançou o PSX, espécie de tudo-em-um que rodava jogos do PS2, PS1 e gravava vídeos, ela estreou no aparelho um sistema de navegação hoje muito conhecido, o XrossMediaBar, ou simplesmente XMB. O menu de fácil e rápido acesso passou a ser utilizado em muitos produtos da empresa, sendo os principais o Playstation 3 e o PSP.

Como o nome sugere, ele possui o formato de uma cruz e ao contrário do que estamos acostumados, com ele não usamos um cursor e sim movimentamos o próprio menu. A interface deu tão certo, que hoje são lançados temas diversos para os dois videogames e podemos fazer diversos tipos de personalizações.

dori_xmb_02.09

Particularmente eu acho a funcionalidade do XMB algo genial, principalmente devido a sua simplicidade. Mesmo assim, há uma característica dela que não consigo me acostumar: O uso de papéis de paredes, tanto no PS3 quanto no PSP. Eu não sei explicar o motivo ao certo, talvez seja porque eles costumam dificultar a leitura dos ícones, talvez porque o próprio sistema seja tão bom que não precise de uma imagem de fundo. E para provar que talvez eu seja uma exceção, a criadora do Playstation aposta tanto no uso desses papéis de paredes que a sua loja online possui uma seção dedicada exclusivamente a eles.

Acho aquela animação de fundo do tema original muito bonita, aquilo que parece uma fumaça e que fica se mexendo. Não sei porque, mas sempre que tento colocar um wallpaper no videogame eu acabo sentindo falta da animação e volto pra ela. Em relação a XMB, as minhas únicas reclamações é que a Sony poderia permitir que mudássemos a cor das letras e deixasse que eu usasse o fundo preto sempre.

Mas enfim, essa foi minha opinião. E o que você acha? O seu PS3/PSP está com algum papel de parede? No meu atualmente uso os ícones do tema do God of War e o fundo branco. Fica um efeito muito bonito.

relacionados


Comentários