Meio Bit » Baú » Hardware » Lamentamos informar mas sua mala foi hackeada, cortesia da impressão 3D

Lamentamos informar mas sua mala foi hackeada, cortesia da impressão 3D

Sabe o cadeado da sua mala? Não vale mais nada. Algum gênio divulgou os formatos das chaves-mestras usadas pela TSA, e hackers de fechaduras (isso existe!) usaram impressoras 3D para criar cópias.

18/09/2015 às 20:31

maxresdefault

Eu sei, você comprou uma mala transada, com um cadeado digital espacial protegido por sua inexpugnável senha “12345”, sua muamba estará segura, ninguém fuçará suas compras, roubando seus iPhones encomendados e outros brinquedos.

Em tempos pós-11/9, é natural que bagagens despachadas passem por raio-x e as suspeitas sejam revistadas. Em alguns casos metem o alicate sem dó no cadeado, mas na maioria das vezes as autoridades responsáveis usam chaves-mestras.

Aí entra o problema. Ano passado o Washington Post veiculou uma matéria contando como a TSA criou as chaves-mestras em 2003, com ajuda dos fabricantes, e para ilustrar postou a foto das chaves.

Alguém no Reddit percebeu, e começou a corrida, pegaram as imagens, usaram como base em um software de modelagem e imprimiram em 3D. Resultado? Funcionaram perfeitamente. Seguindo a tradição de abrir a porta do celeiro depois do incêndio, o jornal removeu a imagem da matéria. Tudo bem, um sujeito resolveu fuçar documentos públicos e achou uma versão bem melhor e mais completa:

chaves

Exato, crianças. Com essas chaves aí você abre boa parte dos cadeados de bagagem do planeta. Antigamente precisaria de um torno, habilidade manual e paciência, hoje graças à internet e à retardice da TSA, basta baixar o arquivo e imprimir em casa:

COlIHFhWsAANvBX

A TSA por sua vez obrou e andou, não é problema deles se deram de mão beijada a chave (literalmente) para milhões de malas. Dizem que “a segurança em vôo não é afetada pela disseminação dessa informação”.

Valeu então.

Fonte: The Intercept.

relacionados


Comentários