Meio Bit » Baú » Filmes e séries » Saindo na frente, Sharp lançará TV 8K em outubro no Japão

Saindo na frente, Sharp lançará TV 8K em outubro no Japão

Tem dinheiro sobrando e está no Japão? Então aproveite e leve a nova TV 8K de 84 polegadas da Sharp para casa, disponível em outubro por módicos US$ 133 mil

18/09/2015 às 11:01

tv-8k

Vamos admitir, apesar de todos os contras iniciais, graças à indústria forçando a barra o 4K já está minimamente difundido. Mesmo aqui no Brasil, país que pratica preços altos em tudo que é novidade uma TV de 48 polegadas já sai por menos de R$ 3 mil. Conteúdo? Já temos em quantidade razoável, desde serviços de streaming a players Blu-ray compatíveis, que chegarão em breve às lojas.

Portanto, é hora de partir para o próximo salto na resolução. Apple, Samsung, HP e Dell já brincam com 5K e a Samsung viaja um pouco ao dizer que está trabalhando em displays mobile de 11K. Mais pé-no-chão porém são os japoneses, que desde 2013 trabalham na resolução 8K (o MeioBit conferiu a novidade de perto durante a Copa).

A Sharp brinca com a resolução há algum tempo, exibindo displays compatíveis mas nenhum hardware propriamente dito. Não mais, pois a primeira TV Full Ultra HD chegará às lojas nipônicas no mês que vem.

Vamos fazer algumas continhas básicas: temos o Full HD, resolução basicamente padrão que é 1.920 × 1.080 pixels. O 4K, por sua vez trabalha com 3.840 × 2.160 pixels. O 8K portanto é uma resolução boçal de 7.680 × 4.320 pixels, acima de praticamente qualquer coisa disponível no mercado hoje. Não há conteúdo, mas isso não impediu o pessoal da Sharp de qualquer forma.

A televisão em questão é para poucos. Já começa pelo tamanho, são 85 polegadas, o que para a maioria dos japoneses é um problema devido as restrições de espaço que é comum por lá. Se não for o seu caso há a questão do preço: a Sharp não é boba, por enquanto o marketing da TV está direcionado a empresas e poucos abastados, já que ela custará o equivalente a US$ 133 mil. E há a limitação técnica por parte da própria Sharp: após anos no vermelho, a empresa vendeu sua divisão de TVs para a chinesa Hi-Sense, assim a tecnologia será absorvida por outras montadoras, onde o valor final poderá variar.

E para terminar, sendo justo a Sharp já havia demonstrado tal tecnologia em 2012 durante a CES, e a LG também já andou se exibindo com uma de 98″ com a mesma resolução. Ainda assim, os japoneses saíram na frente ao tornar o gadget o primeiro disponível para quem tem dinheiro sobrando.

Fonte: AV Watch (em japonês).

relacionados


Comentários