Meio Bit » Baú » Software » XAML Power Toys: Gerador de interface para WPF e Silverlight Open Source

XAML Power Toys: Gerador de interface para WPF e Silverlight Open Source

13/02/2009 às 17:36

Mais um motivo para começar a migrar aqueles aplicativos desktop do Windows chatos, bobos e feitos para o Windows Presentation Foundation (WPF)¹ ou criar seus equivalentes de negócios online com Silverlight². Um dos maiores problemas com aplicativos desktop é criar os formulários de preenchimento de dados e os de leitura para pesquisar, escolher e editar os dados. Os programadores criam as camadas dos aplicativos e a interface sempre fica relegada ao segundo plano. Justamente a parte do aplicativo que estará em contato com o usuário final todos os dias.

O XAML Power Toys 4.0 resolve justamente isso e está madura o suficiente para usar em seus projetos profissionais. Você aponta o pequeno aplicativo, de dentro do próprio Visual Studio, para as classes construídas por você mesmo ou pela equipe de programação e ele gera todo o código para a interface, inclusive com a formatação de campos. Tudo isso com alguns poucos cliques. Isso libera o programador para cuidar da performance, lógica de negócios e resolução de bugs, enquanto um designer pode usar uma ferramenta como KaXAML, prototipar interfaces e depois aplicar os estilos nos formulários.

v34selectclass v35labeldefaults

Download do XAML Power Toys / Código fonte do XAML Power Toys
Vídeos de treinamento

¹ O Windows Presentation Foundation (WPF) é uma camada de apresentação visual que separa o código visual apresentado nos aplicativos do código com a lógica de negócios e acesso a dados. Ele está disponível desde a versão 3.0 do .Net Framework. Ele usa XAML para criar a parte gráfica, que é uma abstração do DirectX.

² O Silverlight é uma versão compacta, leve e rápida do .Net Framework para rodar em browsers. Ele usa a mesma linguagem XAML para apresentação gráfica e compartilha todas as facilidades de linguagem disponíveis do .Net. Pode ser programado em Python, C#, VB.Net e há uma versão em Ruby sendo criada.

Fonte: Channel 9 (com vídeos em vários formatos, demonstrando a ferramenta)

relacionados


Comentários