Meio Bit » Baú » Mobile » Celular chinês assassino: Na verdade ele foi a vítima

Celular chinês assassino: Na verdade ele foi a vítima

11/02/2009 às 15:37

Lembram do sujeito na China que teria morrido depois da explosão da bateria de seu celular? Pois é. O buraco era mais embaixo. Metaforicamente, o buraco na carótida continua no pescoço do cidadão.

Só que o autor do referido e inconveniente orifício não foi um celular malévolo, nem uma bateria xingling. O metal em questão não é Lítio, e sim o bom e velho Chumbo.

Relatos iniciais apontavam o celular como culpado, mas o pessoal do CSI:Beijing estudou melhor a cena do crime, e perceberam que no chão havia algo suspeito:

Uma arma caseira, disparada, e nove cartuchos de munição em um saco separado.

Foto absolutamente gratuita de uma japinha
com um celular. Reclamações com a gerência.

Aparentemente o azarado chinês deixou cair a arma caseira, que como toda arma caseira NÃO conta com mecanismos de trava e segurança. A arma disparou, a bala subiu, acertou o celular no bolso, despedaçou o pobre aparelho, desviou, acertou o pescoço, seccionou a artéria carótida e mandou o cara para aquela Grande Pastelaria no Céu.

Fonte: The Telegraph

relacionados


Comentários