Meio Bit » Baú » Segurança » Faltou à igreja? Deus tá vendo (e o software também)

Faltou à igreja? Deus tá vendo (e o software também)

Controle de acesso em igrejas é complicado, pega mal colocar roletas e cobrar ingresso. Felizmente uma empresa israelense (yay ecumenismo!) desenvolveu uma solução utilizando reconhecimento facial que identifica todos os fiéis presentes, afinal é preciso ficar de olho em quem sai antes da hora da sacolinha…

17/08/2015 às 20:00

timtones1

Não é de hoje que as igrejas brigam para manter seu público, principalmente entre os mais jovens. Eu costumava beber em São Gonçalo em uma birosca em frente a uma Universal e o balcão ficava cheio de gente que fugia do culto. Quando era adolescente um amigo sempre caçava em porta de igreja.

Por isso muitas estão cobrando presença, mas é complicado quando você tem centenas de fiéis desorganizados, e não quer colocar roleta com cartão magnético. Eis que, mais uma vez, a salvação vem de Israel.

No caso a Churchix, subsidiária da Skakash, empresa criada por Moshe Greenshpan especializada em reconhecimento facial em tempo real.

Tudo que o software precisa é de uma imagem de referência para identificar cada fiel, depois é tudo automatizado, com relatórios de frequência e presença baseados em imagens obtidas por câmeras de vídeo ou imagens fotográficas.

Passando essas informações para um software de CRM — Christian Relationship Management, a igreja pode saber quem é mais assíduo, quem doa mais, quem senta na frente e quem sai antes do fim do culto.

Moshe diz que já vendeu o sistema para 40 igrejas, oito nos EUA, com congregações de 100 a 3.000 membros. É curioso notar que a maioria das igrejas está usando o software sem o conhecimento dos fiéis, e algumas pessoas estão preocupadas com uma possível invasão de privacidade. Não faz sentido: se não ligam se Deus sabe se elas mataram igreja pra ir pro bar, qual o motivo da preocupação se o pastor descobrir?

Fonte: Washington Post.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários