Meio Bit » Baú » Engenharia » Empresa aérea vai pesar passageiros antes dos vôos

Empresa aérea vai pesar passageiros antes dos vôos

Tá ruim pra todo mundo mas tem sempre um que exagera. Uma empresa aérea do Uzbequistão resolveu ressuscitar uma velha prática dos primórdios da aviação. PESAR os passageiros antes do embarque.

15/08/2015 às 21:55

vlcsnap-00003

Nos primórdios da aviação as aeronaves voavam muito mais no limite. Era preciso manter controle sobre cada kg a bordo, por isso além das bagagens outro dado era cuidadosamente monitorado: o peso dos passageiros. Não que você fosse cobrado por kg, para alívio do Kevin Smith.

Não que não seja importante manter controle do peso e do centro de gravidade de uma aeronave. Isso hoje é feito com o combustível, nos chamados tanques de trimagem, e com superfícies de controle no estabilizador horizontal.

Em submarinos também é preciso trimar a embarcação, enchendo e esvaziando tanques de lastro até que ela fique com inclinação zero. Um trote comum em oficiais novatos é o Capitão mandar o sujeito trimar o barco pela primeira vez sem saber que um bando de desocupados estará correndo em grupo, entre a popa e a proa, modificando o centro de gravidade e deixando o jovem oficial suando frio.

Outras vezes alterar o centro de gravidade não é tão divertido, como neste Galaxy dos EUA que durante a decolagem a carga se soltou, jogou o centro de gravidade pra traseira, forçou uma inclinação, estol e… veja.

TAREK3691 — U.S. Cargo Plane Crashes in Bagram Airfield Afghanistan, Killing 7 ( source LiveLeak.com ) crash

Agora imagine se os passageiros desse hidroavião resolvem todos levantar nesta incrível cabine e correr para ver algo no fundo do avião. Desastre certo.

dec3dc4s-960

Sim, os assentos melhoraram um pouco, se bem que assim como a Gol esses também não vinham com conexão USB.

Agora a idéia de pesar os passageiros foi ressuscitada. A Uzbekistan Airways avisou que vai começar a pesar os passageiros. Dizem que estão obedecendo normas de segurança da IATA (não confundir com Yatta!) International Air Transport Association — uma espécie de ANAC internacional, mas que funciona.

A IATA por sua vez respondeu que não tem regulamento nenhum exigindo isso.

Em verdade é provável que a explicação seja bem mais simples. Cada grama de combustível não-usado é peso morto, mas as normas exigem que a aeronave tenha uma reserva considerável. Só que essa reserva é calculada tendo em base o peso total do avião.

tumblr_n2b2vowrxP1tv3m5wo6_1280

Se você tiver uma idéia exata do peso dos passageiros e da bagagem não precisa aplicar fórmulas estatísticas, então se um 737 com 149 clones da Sandy decolar só precisa de combustível de reserva para o equivalente a 5.960 kg de passageiros. Se as fórmulas usassem o peso médio de um americano o combustível extra deveria ser suficiente para transportar com segurança 11.920 kg de passageiros.

Em resumo: é uma economia porca, que só funciona em exemplos absurdos como o que usei, causará constrangimento entre os passageiros e acrescentará ZERO em termos de segurança.

Agora fica a dúvida: isso é coisa que só acontece no Uzbequistão mesmo ou já tem executivo de um monte de empresas pensando “hummmm…”?

Fonte: RT.

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários