Meio Bit » Arquivos » Fotografia » Sua selfie no Instagram está sendo vendida e você nem sabe disso

Sua selfie no Instagram está sendo vendida e você nem sabe disso

Site americano está vendendo fotos do Instagram sem ninguém saber. Veja como funciona mais esse empreendimento “artístico”.

12/08/2015 às 15:26

Embora alguns fotógrafos bem renomados já anunciaram em alto e bom tom que discutir direito autoral em tempos de internet é cafona, não podemos negar que leis existem para proteger o trabalho intelectual, seja ele publicado na internet ou em livros. Em 2015 tivemos mais uma polêmica envolvendo o “artista” Richard Prince que simplesmente pegou as fotos de um monte de gente no Instagram (sem permissão) fez algumas modificações e colocou elas a venda em uma galeria de arte por valores que chegavam a US$ 100 mil. Muita gente já processou ele por outras apropriações indevidas de trabalho intelectual, mas a lei do mundo civilizado permite que você pegue algo, acrescente sua visão e, teoricamente, produza algo diferente. Essa é a grande defesa de Richard Prince para todos os processos que já levou na cabeça. No Brasil não colaria, pois nossa lei proíbe modificações de obras intelectuais sem expressa autorização do autor.

Só que, se você achou o Richard Prince extremamente cara de pau, veja o que está acontecendo agora. Um site chamado Sellfie faz o que Prince fez, só que mais barato e com mais falta de vergonha. O serviço é simples: o site vasculha o Instagram à procura de fotos com a hashtag #selfie. Ao entrar no site é mostrado a você uma foto aleatória. Se não gostou é só clicar no botão next e outra foto será mostrada. Quando achar uma que lhe agrade é só clicar no botão Print e você vai comprar uma cópia impressa da foto em alta qualidade com tamanho de 10×10 polegadas pela bagatela de US$ 150,00. Segundo informa o site, quando uma foto é impressa ela sai da galeria de vendas, o que faz dela uma impressão única e exclusiva. O mais bacana disso tudo é que o autor da foto não recebe nada e nem fica sabendo que a foto foi comercializada. Notamos que a foto impressa não possui nenhum tipo de modificação em relação ao que está no Instagram.

A ideia e construção do site foi do diretor de arte Damjan Pita. Ele deve estar apostando na mesma impunidade conseguida por Richard Prince, mas nesse caso nenhuma alteração é feita na imagem. Ele simplesmente vende o que outras pessoas fizeram e não repassa o crédito ou parte do valor da venda. Essa é mais uma iniciativa “artística” que ainda vai render muita conversa.

selfie

relacionados


Comentários