Meio Bit » Baú » Ciência » Conheçam: Projeto Semear Ciência e Museu Ciência e Vida

Conheçam: Projeto Semear Ciência e Museu Ciência e Vida

Embora fazer ciência no Brasil seja um ato de muita coragem, ainda dá para salvar as crianças. Conheçam o Projeto Semear Ciência e o Museu Ciência e Vida, belas luzes em meio às trevas da divulgação científica no país.

21/07/2015 às 18:04

saber

Se fazer ciência já é pedreira, divulgar é pior ainda. Rola toda uma ciumeira entre a Academia e os Divulgadores, os cientistas mais tradicionais não aceitam a idéia de que é preciso simplificar para explicar alguns conceitos, e adoram destruir trabalhos de divulgação por causa de bobagens e irrelevâncias.

Mesmo nomes consagrados como Carl Sagan, Bill Nye e Neil DeGrasse Tyson sofrem, há todo um contingente de ciumentos que adoram acusar Sagan de não ser um “astrônomo de verdade”, são os mesmos que não queriam colocar câmeras nas primeiras sondas interplanetárias, pois achavam que os dados não seriam relevantes. Sagan bateu pé, defendendo que o público NÃO quer ver espectros de absorção, quer imagens.

No Brasil então, onde a academia é mais isolada ainda do Mundo Real, é pior ainda. Em meio à ciumeira e ao conservadorismo ainda se soma a noção de que internet não é algo realmente importante. Outro dia descobri por acaso que estava rolando um Congresso Mundial do Cérebro, ou algo assim, aqui no Rio. Não recebi e-mail, release, nada. NENHUM dos blogs de divulgação científica mais conhecidos recebeu, mas se gabavam de ter aparecido na GloboNews, Folha, Jornal da Globo.

O evento foi tão bem divulgado que o Miguel Nicolelis não sabia do que se tratava.

Cientistas, para Cientistas, com um release pra Globo, que fará uma matéria de 3 minutos com imagens de arquivo, uma panorâmica do salão e YAY! Quem precisa de Cosmos?

Felizmente há boas iniciativas que brigam contra essa visão. O projeto Semear Ciência é um deles. Criado pelo Centro de Pesquisa sobre o Genoma Humano e Células-Tronco da USP, o projeto pretende divulgar ciência tanto para o público em geral quanto para professores em salas de aula, fornecendo material para aulas.

tumblr_lvpf3p8OOI1qhf777o1_500

Células-tronco são super-legais!

Os cartazes do projeto são veiculados em metrô, pontos de ônibus e escolas, em 2014 fizeram uma campanha sobre genoma, explicando semelhanças e diferenças entre espécies, o que é DNA, como isso não irá necessariamente gerar um exército de super-hitlers, etc. O hotsite do projeto é este aqui. Em 2015 está no ar a série Está no DNA? onde são apresentadas curiosidades, como a inevitável história do coentro, onde basicamente se você não gosta de coentro é um mutante maldito e os Sentinelas irão te pegar. Ou quem gosta é que é mutante, não lembro bem. #SomosTodosMutantes.

Outra bela iniciativa é o Museu Ciência e Vida.

11188169_409874405863887_2580866138299203463_n

São 5.000 metros quadrados com oficinas, exposições e eventos das mais variadas áreas da Ciência, há oficinas para professores, oficinas robóticas aprendem a consertar robôs e assim se mostrarem úteis quando a Skynet atingir consciência, e até um planetário.

Agora no período de férias estão com uma programação especial para crianças, colaborando na árdua tarefa de impedir que elas deixem de ser cientistas, tendo a curiosidade e o questionamento chicoteados para fora de suas mentes por pais tacanhos e professores idem.

O Museu Ciência e Vida se encontra em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, na Rua Ailton da Costa, s/n, Jardim 25 de Agosto, e é uma iniciativa muito bem-vinda, a molecada da região precisa de projetos assim.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários