Meio Bit » Baú » Indústria » Amazon sacode a poeira da crise e cresce 18% em vendas

Amazon sacode a poeira da crise e cresce 18% em vendas

02/02/2009 às 13:03

Enquanto praticamente todas as grandes redes varejistas dos EUA registraram queda de vendas, principalmente as presenciais, como a rede Circuit City pedindo falência, a Amazon.com mostrou uma resistência incomum. Suas vendas e lucro cresceram no último trimestre fiscal, esse que vem registrando perdas e causando demissões mundo afora.

Alguns analistas atribuem esse sucesso não apenas a uma excelência no serviço nem a comodidade de se comprar online, mas uma forma de pesquisar e encontrar preços mais baixos online do que gastar dezenas de horas percorrendo lojas buscando pelo melhor preço. Tempo é dinheiro e com uma rápida pesquisa na Amazon, o consumidor tem acesso a uma enorme variedade de produtos, avaliados por outros consumidores.

Outro fato que tem se mostrado atrativo é a enorme quantidade de produtos com entrega gratuita, apenas, é claro, nos países em que a Amazon opera oficialmente (snif).

Amazon.com em Números

Vendas de US$ 6,7 bilhões entre Outubro e Dezembro, 18% acima do mesmo período em 2007, de US$ 5,67 bilhões.
O faturamento em 2008 foi de US$ 19,17 bilhões com lucro operacional de US$ 842 milhões. Nada mal para uma empresa “virtual”.
O lucro líquido da empresa foi de US$ 645 milhões, 1.49 dólares por ação.
As vendas para a Amazon nos EUA e Canadá foram de US$ 3,63 bilhões.
As vendas para Reino Unido, Alemanha, Japão, França e China, US$ 3,07 bilhões.

É óbvio que após um resultado desses, as ações da empresa subiram e mostraram um caminho diferente. Enquanto o mundo empresarial encolhe, uma empresa nascida nos moldes da Internet e com vários conceitos modernos de atendimento ao cliente, supera as redes varejistas tradicionais. As empresas que ainda acham que uma presença na Internet é uma página com o telefone para contado e meia dúzia de fotos da sede, não sabe a oportunidade que está perdendo.

Fonte: Amazon

relacionados


Comentários